“A Lenda do Sabiá” no Teatro Sesc Tijuca

Foto: Dalton Valério

No dia 2 de junho (6af) estreia no Sesc Tijuca, “A Lenda do Sabiá – Um espetáculo bem brasileiro”, teatro de Cordel com texto e direção de André Arteche. A montagem musical, que contou com a benção de Ariano Suassuna, apresenta a Cia Os Aborígenes de Teatro e seus dez atores músicos que, em rima, contam a lenda de Sabiá – sanfoneiro que é acusado injustamente por um crime e, em um vivaz realismo fantástico, volta à vida transfigurado em um homem pássaro.

Com direção musical de Diogo Brandão e trilha original de André Arteche, os músicos se revezam nos instrumentos do espetáculo – sanfona, violão, rabeca e instrumentos de percussão, como zabumba e caixa. Os 10 personagens do musical “A Lenda do Sabiá – Um espetáculo bem brasileiro” são interpretados pelos atores: Aline Carrocino, André Arteche, Ari Guimas, Eder Martins de Souza, Francisco Salgado, Gustavo Ottoni, Pedro Maia, Ricardo Lopes, Rose Lima e Valéria Alencar.

Considerada desde 2002 como a ave-símbolo do Brasil, o Sabiá, que também é conhecido no folclore popular por seu canto intitulado como “piedade Senhor”, batiza a primeira montagem da companhia teatral Cia Os Aborígenes de Teatro, criada pelos atores e amigos André Arteche e Rose Lima. O espetáculo, que tem suas raízes na literatura de Cordel, é uma comédia que fala sobre o Brasil e faz um tributo a romancistas que são referência ao retratarem o folclore e o regionalismo do país – Mário de Andrade (1927-2014) e Ariano Suassuna (1893-1945), e seus personagens, como Macunaíma e João Grilo. Bem como o compositor Luiz Gonzaga, dentre muitos outros autores brasileiros.

E foi com a benção de Ariano Suassuna que André Arteche, que também assina a direção musical, estreia seu primeiro texto. O diretor passou uma tarde na companhia do escritor, quando deixou o texto de “A Lenda do Sabiá – Um espetáculo bem brasileiro” impresso com o mestre. “Uma amiga disse que o Ariano ia adorar a história e falou com ele, que pediu para me conhecer. Foi assim de um dia para outro eu embarquei para Recife e, de repente eu estava ali, vendo o mestre sentado, balançando na sua cadeira, mãos cruzadas no peito, conversando comigo como amigos de longa data. Uns dias após àquele encontro, recebi os apontamentos que ele fez sobre o texto. Uma orientação afetiva, me disse ele”, revela Arteche, emocionado. O encontro que o autor se refere foi em 2014, meses antes do dramaturgo e romancista paraibano falecer.

Sinopse
Sabiá, sanfoneiro, morador do sertão baiano, é acusado por crime que não cometeu e dois matadores vão ao vilarejo para jurar vingança. Encontros e desencontros envolvem os moradores da região e, ao final, Sabiá é capturado mas volta à vida com a magia de Mãe Painha, rezadeira da região. Teatro de cordel inspirado nas grandes obras do folclore e da comédia popular.

Ficha Técnica
Um espetáculo da Cia Os Aborígenes de Teatro
Texto, direção e trilha original : André Arteche
Direção Musical: Diogo Brandão
Co-Direção: Priscila Vidca
Elenco (em ordem alfabética):
Aline Carrocino (Marineide)
André Arteche (Sabiá)
Ari Guimas (O Cantador, um menestrel)
Eder Martins de Souza (João Baptista)
Francisco Salgado (Mãe Painha)
Gustavo Ottoni (Matador)
Pedro Maia (Josinaldo)
Ricardo Lopes (Faro Rasteiro)
Rose Lima (Neusinha)
Valéria Alencar (Dona Entrona)
Iluminação e Cenografia: Paulo Denizot
Figurino: Carol Lobato
Caracterização: Graciane Vazquez
Vídeos: Helder Agostini
Fotos: Dalton Valério
Direção de Produção: Heder Braga
Administração: Alan Isidio
Realização: Arteche Produção e Arte e Isidio Produções

Serviço

Espetáculo: “A Lenda do Sabiá – Um espetáculo bem brasileiro”, da Cia Os Aborígenes de Teatro

Atores e músicos: Aline Carrocino, André Arteche, Ari Guimas, Eder Martins de Souza, Francisco Salgado, Gustavo Ottoni, Pedro Maia, Ricardo Lopes, Rose Lima e Valéria Alencar

Gênero: Teatro de Cordel

Estreia: 2 de junho de 2017 (sexta)

Temporada: de 2 a 25 de junho | 2, 3 e 4; 9, 10 e 11; 16, 17 e 18; 23, 24 e 25/6 | sextas, sábados e domingos

Horário: sempre às 20h

Local: Sesc Tijuca

Endereço: R. Barão de Mesquita, 539, Tijuca, Rio de Janeiro, RJ

Telefones: (21) 3238-2139

Preço: R$ 25,00 (inteira) | R$ 12,00 (idosos, estudantes e convênios) | R$ 6,00 (associado SESC)

Classificação etária: 12 anos

Capacidade do teatro: 228 lugares

Duração do espetáculo: 80 minutos

Funcionamento da Bilheteria: de terça a sexta, das 7h às 20h; sábados, domingos e feriados, de 9h às 20h | Venda antecipada: apenas na bilheteria do Sesc Tijuca

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here