Advogado denuncia desaparecimento de viúva de Liu Xiaobo

Um advogado norte-americano acusou nesta quinta-feira o governo chinês de ser responsável pelo desaparecimento e prisão da viúva do dissidente e Nobel da Paz Liu Xiaobo e anunciou ter apresentado a denúncia às Organizações das Nações Unidas (ONU).

De acordo com o texto apresentado por Jared Genser ao Grupo de Trabalho sobre Desaparecimentos Forçados ou Involuntários da ONU, Liu Xia “está detida pelas autoridades chinesas em um lugar desconhecido” desde 15 de julho, dia do funeral do opositor.

“Exijo que as autoridades chinesas forneçam imediatamente uma prova de que Liu Xia está viva e autorizem o acesso irrestrito a sua família, amigos, advogados e comunidade internacional”, acrescenta Genser.

Aos 56 anos, a esposa do dissidente chinês estava em prisão domiciliar em seu apartamento em Pequim desde que Liu Xiaobo recebeu o prêmio Nobel da Paz em 2010. Um ano antes, ele foi condenado a 11 anos de prisão por promover a “Carta08”, movimento que pedia a democratização do sistema político chinês.

No entanto, ela nunca foi condenada ou processada. Liu Xiaobo faleceu no último dia 13 de julho aos 61 anos após ficar semanas hospitalizado devido a um câncer de fígado. Pequim é acusado de ser responsável pela degradação de sua saúde após se recusar a autorizar sua viagem para que fosse tratado fora do país.

ANSA

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*