Alerj discute projetos que reduzem benefícios do bilhete único intermunicipal

Foto: Alerj/ Divulgação

Mais dois projetos do pacote de cortes de gastos do governo fluminense serão discutidos hoje (23) à tarde no plenário da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Um deles é o que limita em R$ 150 o subsídio do governo do estado ao usuário do bilhete único intermunicipal. Atualmente, não há teto para o gasto.

Além disso, o projeto proíbe o uso do bilhete em vans intermunicipais. Com a medida, o governo estima uma economia anual de R$ 258 milhões.

O segundo projeto a ser discutido hoje prevê que os passageiros que utilizam as barcas da Ilha do Governador e da Ilha de Paquetá passem a pagar a tarifa do bilhete único, independentemente da integração intermunicipal. Os moradores dessas duas ilhas com direito à gratuidade no transporte também perderão o benefício. Eles pagarão metade do valor do bilhete.

Até o momento, já foram discutidos sete dos 21 projetos do pacote que entraram na pauta da Alerj. Mais sete foram retirados da pauta e um teve a tramitação suspensa pela Justiça. As propostas retiradas de pauta são aquelas que previam a extinção de autarquias e fundações estaduais. A proposta suspensa pela Justiça prevê o fim dos triênios para os servidores.

Agência Brasil

Deixe uma resposta