Após tragédia da Chapecoense, Botafogo cancela treino e decreta luto

Ilustração com os escudos de Botafogo e Chapecoense foi colocada no Twitter do clube.
Ilustração com os escudos de Botafogo e Chapecoense foi colocada no Twitter do clube.

O departamento de futebol do Botafogo optou por cancelar o treinamento previsto para esta terça-feira (29), na sede do clube. Em respeito à Chapecoense, os jogadores fizeram apenas uma roda de orações no vestiário e todos foram liberados. Além disso, a bandeira do clube foi hasteada a meio mastro em gesto de luto.

No elenco do Botafogo, dois jogadores tiveram recentemente passagem pelo clube catarinense e eram um dos mais abalados: o volante Bruno Silva e o meia Camilo. Os dois atuaram por dois anos na equipe de Chapecó e tinham vários amigos entre as vítimas.

Os jogadores fariam nesta terça-feira mais uma atividade visando o jogo do próximo domingo (04), diante do Grêmio, em Porto Alegre. O Botafogo ainda luta por uma vaga na próxima edição da Taça Libertadores. O clube tem se manifestado oficialmente por meio de suas redes sociais e prestado homenagens a Chapecoense.

Confira a nota oficial divulgada no site do Botafogo:

“Um momento em que faltam até palavras. Dia triste para o futebol. O Botafogo lamenta profundamente a tragédia ocorrida com o avião que levava a Delegação da Chapecoense para a Colômbia e presta solidariedade aos envolvidos.

O Clube decreta luta oficial de três dias, hasteia sua bandeira a meio-mastro e transmite força a familiares e amigos das vítimas das tragédias.

Entre elas quatro personagens diretamente ligados ao Botafogo. Mário Sérgio, comentarista do Fox Sports, ex-jogador e treinador do Glorioso; Caio Junior, ex-técnico alvinegro; e Guilherme Marques e Guilherme Van der Laars, jornalistas da Rede Globo e botafoguenses.

Que todas as vítimas descansem em paz.

Botafogo de Futebol e Regatas”

Deixe uma resposta