Argentino da Chape se salva de acidente por estar lesionado

O meia-atacante argentino, Alejandro Martinuccio, que atua na Chapecoense, foi um dos jogadores que não viajou para a Colômbia, onde aconteceu o acidente aéreo com a delegação do clube na madrugada desta terça-feira (29).

“Me salvei de viajar porque estava lesionado. Mas, estou muito mal, muito triste com tudo isso que aconteceu. Sinto uma dor profunda. A Chapecoense é um clube que me fez sentir como se estivesse em casa desde quando cheguei. Me trataram muito bem sempre e agora só espero por mais sobreviventes”, disse Martinuccio em entrevista à rádio argentina “TN Notícias”.

O argentino, de 28 anos de idade chegou ao clube catarinense neste ano e atuou apenas em 10 partidas. Além da Chape, Martinuccio também já vestiu as camisas do Fluminense, Cruzeiro e Coritiba. “Aviso a minha família e amigos da Argentina que me encontro bem e só peço todos que rezem por meus companheiros”, ressaltou ele.

Jogadores como Neném, Demerson, Marcelo Boeck, Andrei, Hyoran, Nivaldo, Claudio Winck e Rafael Lima também não estavam no voo, que caiu e matou 75 pessoas, entre tripulação, jogadores, comissão técnica e jornalistas.

ANSA

Deixe uma resposta