Associação de clubes da Europa se mostra contrária à realização da Copa do Mundo com 48 seleções

A Associação de Clubes da Europa (ECA, na sigla inglês), divulgou um comunicado aonde se mostra contrária à ampliação do número de seleções na Copa do Mundo. A itenção de colocar 48 participantes tendo uma fase preliminar no mundial é sonho antigo do presidente da Fifa, Gianni Infantino.

Karl-Heinz Rummenigge, presidente da ECA, fez um apelo à entidade e disse que o futebol precisa de foco em aspectos esportivos e não comerciais.

“Nós precisamos focar no esporte novamente. Política e questões comerciais não devem ser a prioridade exclusiva no futebol. Por interesse dos fãs e dos jogadores, nós urgimos que a Fifa não aumente o número de participantes na Copa do Mundo”, disse.

Outro argumento citado pela associação foi o fato de uma fase preliminar na Copa do Mundo aumentar o número de jogos na temporada. Desta forma, os atletas que defendem suas seleções nacionais ficariam mais sobrecarregados.

“O número de jogos que estão sendo disputados ao longo do ano já atingiu um nível inaceitável, em particular para os jogadores da equipe nacional. A diretoria executiva da ECA rejeita tal iniciativa e enviou hoje uma carta a Gianni Infantino pedindo à Fifa para não aumentar o número de participantes em futuras Copas do Mundo”, diz o comunicado.

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here