Avião da FAB leva último contingente militar brasileiro ao Haiti

Foto: Tereza Sobreira/Ministério da Defesa

Um Boeing 767 da Força Aérea Brasileira (FAB) decolou nesta quinta-feira (1) do Aeroporto de Viracopos, em Campinas, levando a tropa do 26º Contingente Militar Brasileiro para a última Missão de Paz no Haiti. O grupo é composto por 970 militares, sendo 181 da Marinha, 639 do Exército e 30 da Aeronáutica.

A retirada das tropas da ONU do Haiti foi decidida pelo Conselho das Nações Unidas. Este último contingente chega a Porto Príncipe, capital haitiana, ainda hoje. Nos próximos dois dias, eles farão a substituição dos militares que estão há seis meses no Haiti e que retornarão para o Brasil no próximo final de semana.

O Brasil atua na Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah) desde 2004, quando o governo brasileiro foi convidado pela ONU para liderar as forças internacionais com o objetivo de promover a paz no país.

Momentos marcantes

Nesses 13 anos de missão, mais de 35 mil militares já passaram pelo Haiti. Para o ministro da Defesa, Raul Jungmann, além do começo da operação, quando os militares brasileiros tiveram que entrar em confronto com milícias haitianas, os dois momentos mais marcantes foram: o terremoto que devastou parte do Haiti, em 2010, e o furacão Mattew, que atingiu diversas regiões no ano passado.

Os componentes dos 26º Contingente Brasileiro começarão o seu retorno para o Brasil em 31 de agosto. A meta é que em 15 de outubro toda a tropa já tenha regressado ao país. “Nós iremos a Porto Príncipe para a cerimônia de partida daquele país”, disse Jungmann.

A próxima missão de paz das Forças Armadas brasileira deverá ocorrer na África. “Uma das possibilidades em análise é a República Centro Africana. Mas esta decisão tem que ser tomada pelo Presidente da República”, disse o ministro.

Segundo Jungmann, os integrantes das Forças Armadas “deram ao Brasil um reconhecimento mundial como país provedor da paz, por isso eles merecem respeito”.

Agência Brasil

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here