Boca de urna, bandeiras e santinhos marcam eleição em Niterói e São Gonçalo

Apesar da boca de urna e dos santinhos espalhados pelas ruas, as eleições ocorrem em um clima de tranquilidade em Niterói e São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro. As duas cidades estão entre aquelas com o maior número de eleitores no estado e receberam 486 militares – dos 5 mil destacados pelo Exército – para fazer a segurança neste segundo turno.

Em Niterói, onde as urnas são biométricas com identificação pelas impressões digitais, os 370.958 eleitores vão escolher o novo prefeito entre Rodrigo Neves (PV), que tenta a reeleição, e Felipe Peixoto (PSB), ex-deputado estadual. Os dois já disputaram o segundo turno das eleições em 2012, quando Felipe, até então filiado ao PDT, partido que hoje apoia Neves, era candidato.

Bandeiras e adesivos

O clima da disputa pode ser sentido nas ruas, no entorno das seções eleitorais, onde correligionários estão a postos com bandeiras e adesivos para distribuir. No Largo da Batalha, em Pendotiba, as aglomerações podem ser vistas a menos de 100 metros da entrada das seções. Os fiscais do Tribunal Regional Eleitoral solicitam à Polícia Militar que afastem e coíbam a boca de urna.

A situação é a mesma em Piratininga e em Itaipu, onde os eleitores reclamam das abordagens. “Passando, vindo para cá, quase deram uma bandeirada no meu carro”, contou o engenheiro aposentado Paulo Braga, de 67 anos. “Já passou o período da campanha, as pessoas têm que se controlar e ter civilidade”, acrescentou Adriana Santos, médica, de 44 anos.

Outros eleitores, no entanto, não se incomodaram. “Vou te falar que nem percebi que era tanta gente”, disse Marli Pereira, 53, diarista, ao sair do Colégio Estadual Professora Alcina Rodrigues Lima. “Não me atrapalha, já tinha meu voto e não ia mudar nem que fossem 50”, brincou.

Já no centro de Niterói, a situação é tranquila, com eleitores manifestando a preferência política de maneira silenciosa e mais discreta, assim como na zona sul, onde soldados do Exército foram vistos patrulhando a Praia de Icaraí. Ao todo, 264 homens estão na cidade.

São Gonçalo

No maior local de votação do Rio, o campus da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) em São Gonçalo, onde votam 13.523 eleitores, santinhos e adesivos de dois candidatos foram espalhados nas calçadas e nas ruas próximas. Lá, disputam o segundo turno o vereador Dejorge Patrício (PRB) e o deputado estadual José Luiz Nanci (PPS).

Apesar da presença de 222 militares do Exército, concentrados próximos à UERJ, em caminhões da corporação, o trânsito e aglomeração de pessoas nas estreitas ruas dificultam a aproximação de eleitores. Uma feira livre realizada nas proximidades também causou congestionamento.

Agência Brasil

Deixe uma resposta