Botafogo passa em branco mais uma vez e perde para a Chapecoense

O Botafogo enfrentou a Chapecoense nesta quarta-feira (16), na Arena Botafogo, pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. Precisando vencer para ficar cada vez mais próximo de uma vaga na Libertadores, o alvinegro foi a campo com um esquema diferente. Ao invés dos três volantes, o técnico Jair Ventura apostou em dois meias para criar jogadas ofensivas: Diogo e Camilo. Mas quem levou a melhor foi a Chapecoense, que marcou com Kempes e Sérgio Manoel e venceu por 2 a 0.

No começo do jogo o Botafogo tentou tomar a iniciativa, mas não oferecia muito perigo ao goleiro Danilo. A primeira participação do goleiro da Chape veio aos 11, quando Neílton cruzou para cabeçada de Pimpão, mas a conclusão saiu fraca nas mãos do goleiro. Aos 15 o zagueiro Thiego errou a saída, deu no pé de Neílton que buscou a conclusão, mas parou em Danilo.

Aos 25 a Chapecoense ameaçou. Após cobrança de escanteio pela direita, a bola veio fechada e o goleiro Sidão deu um toque para salvar o lance que vinha para Kempes. No minuto seguinte Dener Assunção cruzou da esquerda, Kempes desviou e quase marcou. De tanto insistir, o atacante da Chape deixou o dele. Cléber Santana cobrou falta na área, Kempes desviou de cabeça e abriu o placar: Chapecoense 1 a 0.

Aos 36 o Fogão teve a chance do empate em cobrança de falta. Camilo cobrou com categoria um lance na entrada da área e a bola tocou na trave direita de Danilo, que só ficou olhando. O primeiro tempo ficou mesmo em vantagem para o time catarinense.

Na volta para o segundo tempo os times voltaram sem mexidas, mas o Botafogo foi logo para cima. Com um minutos, Camilo foi lançado, mas a bola ficou com Rodrigo Pimpão, o atacante tentou cruzar, a bola pegou na zaga e tomou o rumo do gol, mas Danilo fez uma defesa sensacional.

Aos 12 minutos quem teve chance foi Neílton. Lançado pela direita o atacante finalizou com força, mas Danilo salvou colocando para escanteio. Na cobrança, Victor Luis colocou na cabeça de Camilo, mas o goleiro da Chapecoense defendeu mais uma. Aos 19, a Chapecoense ampliou o placar. Após rápido contra-ataque puxado por Thiaguinho, o jogador lançou para Sérgio Manoel que ganhou na corrida e tocou na saída de Sidão para ampliar: Chape 2 a 0.

Jair Ventura resolveu então mexer no time e colocou Gervásio Nuñez em campo na vaga de Diogo Barbosa. Aos 21 Neílton arriscou chute de fora da área e o goleiro Danilo se complicou na defesa, mas salvou no rebote quando Pimpão tentou. Aos 34, Camilo arriscou chute de fora da área e carimbou o travessão.

Vinícius Tanque na vaga de Rodrigo Pimpão foi a outra alteração de Jair Ventura, que já havia colocado Leandrinho em campo. Aos 38 Gervásio Nuñez teve a sua chance em chute de fora da área, mas mandou pela linha de fundo. 

Com a derrota, o Botafogo se mantém com 55 pontos e na quinta colocação do Campeonato Brasileiro. Já são três partidas sem marcar gols e o time precisa vencer mais dois jogos nas três partidas que restam no Brasileirão para alcançar a vaga na Libertadores. No domingo (20), o alvinegro enfrenta o Palmeiras, no Allianz Parque.

Deixe uma resposta