Chefe da RBR compara Verstappen a Senna e Schumacher após desempenho no GP Brasil

A grande corrida que Max Verstappen fez neste domingo (13), em Interlagos foi digna de aplausos. O piloto holandês foi prejudicado pela estratégia equivocada da Red Bull e chegou a cair para a 15ª colocação na corrida. Mas, após grandes ultrapassagens, conseguiu uma grande recuperação que o colocou na terceira colocação. O desempenho não passou despercebido pelo chefe da equipe, Christian Horner, que o comparou a Senna e Schumacher.

“Foi uma melhores pilotagens que eu já vi na F1, para ser honesto”, apontou Horner. “A recuperação foi incrível. Nós tentamos algo com intermediários, parecia certo na hora. Daniel Ricciardo estava fazendo as voltas mais rápidas da corrida, era o tipo de manobra que podia nos fazer ganhar a corrida”, justificou. “Mas a chuva aumentou, então acabamos dando um monte de trabalho para ele (Verstappen) fazer. O jeito que ele pilotou nas últimas 15 voltas foi incrível”, disse.

A corrida de Verstappen fez lembrar o GP de Mônaco, em 1984 e o GP da Espanha, em 1996, grandes apresentações de Senna e Schumacher, respectivamente. Sobre o assunto, Horner foi direto.

“Está no mesmo nível. Você precisa comparar isso com os grandes momentos. Não é sempre que você vê uma corrida como essa, e o que presenciamos hoje foi algo muito, muito especial”, completou.

Deixe uma resposta