“Cinco passos pra não cair no abismo” com a Companhia Urbana de Dança no Teatro Sesc Ginástico

Foto divulgação

Esse trabalho fala das histórias que são possíveis mudar e tantas outras, quase todas, que ainda continuam sendo as mesmas. Pensando no texto do Caio Fernando Abreu “Vórtice, voragem, vertigem“, a coreógrafa Sonia Destri Lie e os dançarinos da Companhia Urbana de Dança desenvolveram a nova criação que, de acordo com Sonia, deveria ter se chamado “voragem“ – aquilo que sorve ou devora, pois é assim que a companhia se sente, tanto no abismo dos perigos de ser periférico, quanto os de estrelas falsas e de beijos e desejos.

Aqui não há sinais de que o grupo vá desistir de sua história de 12 anos mesmo diante das dificuldades: a ideia é dançar para não cair em nenhum desses abismos.

Uma das mais atuantes na cidade do Rio de Janeiro, a Companhia Urbana de Dança reúne oito dançarinos negros, que buscam na linguagem urbana e nas técnicas contemporâneas o caminho para suas criações. A Companhia começou sua carreira no Espaço SESC e em Festivais como Biennale de Lyon e o Festival de Biarritz.

Ficha técnica

Coreografia : Sonia Destri Lie e Companhia Urbana de Dança

Direção artística e dancing design: Sonia Destri Lie

Elenco: Tiago Sousa, Miguel Fernandes, Andre Virgilio, Rafael Balbino, Julio Rocha, Jessica Nascimento e Johnny Britto

Produção musical: Rodrigo Marçal

Operação de luz e som: Ton Bernardesi Assistência de direção: Tiago Sousa

Ensaio e assistência de coreografia: Miguel Fernandez

Assistência de Produção: Jessica Nascimento /Criação de luz : Renato Machado

Assessoria de imprensa: Claudia Bueno

Serviço:

Teatro Sesc Ginástico – Av. Graça Aranha, 187 – Centro, Rio de Janeiro

Quinta-feira a domingo – 25 a 28 de maio

Ingressos: R$ 25 / R$ 12

Sobre A Companhia Urbana de Dança

Atualmente pode ser vista todos os domingos na Abertura do Fantástico .

Primeira abertura de TV com 9 negros sendo protagonistas.

Coreografia de Sonia Destri Lie e dançarinos.

A Companhia Urbana de Dança hoje é uma das mais atuantes na cidade do Rio de Janeiro , formada por 8 negros , e dirigida por Sonia Destri Lie.

Buscam na linguagem urbana e técnicas contemporâneas o caminho para suas criações .

Desde de 2005, ano da sua formacão, já fez longas temporadas na França , Itália , e principalmente nos Estados Unidos onde foi considerada ‘ O futuro da dança urbana “ pelo Encore Magazine e frequentou as listas dos “10 mais “ por dois anos no The New York Times.

Desde 2010 se apresentam nas grandes salas norte americanas como The New York City Center , The Kennedy Center , The Joyce Theater , Walker Center assim como oferecem Residências em universidades como Universidade de Miami , Darthmouth , Hopkins Center , Columbia entre outras , totalizando 12 Residências até hoje e inúmeros Festivais . No Rio , receberam o FADA , Fomento à Cultura Carioca , Fomento Olimpico entre outros prêmios e reuniram em torno de 2.000 jovens moradores de áreas menos favorecidas da cidade em suas oficinas e apresentações no último ano em projeto pela SMC.

A Companhia iniciou sua carreira no Espaço SESC e circulações pela periferia do RJ com oficinas e apresentações gratuitas.

 

 

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here