Com chances remotas de Libertadores, Marcão promete empenho e torce por G7

Após acumular oito jogos sem conseguir vencer no Campeonato Brasileiro, o Fluminense praticamente reduziu a zero suas possibilidades de conquistar uma vaga na Taça Libertadores do próximo ano. Com a derrota para a Ponte Preta por 1 a 0, em Campinas, o tricolor está agora em 11º com 49 pontos conquistados.

Entre os seis primeiros o time não vai conseguir ficar, já que num cenário ideal, vencendo os dois jogos que lhe restam, chegaria a 55 pontos, igualando Atlético-PR e Botafogo. No entanto, as duas equipes não podem mais ser superadas pelo Fluminense, já que atingiram um número de vitórias que o Flu não conseguirá chegar. Assim, a única possibilidade de disputar a competição é fazer sua parte, secar o Grêmio e torcer pelo Atlético-MG na Copa do Brasil, já que desta forma o Brasileirão passaria a ter G7.

“A gente vai entrar em campo sempre para vencer. Na próxima partida, se o resultado aparecer, caso aconteça lá (título do Atlético-MG na Copa do Brasil), transforme em G7, a gente tem que estar preparado para isso. A gente vai correr, eles vão se dedicar para mostrar dignidade aos torcedores”, disse o técnico Marcão.

O próximo adversário do Fluminense será o Figueirense, equipe que acabou rebaixada nesta rodada. Para a partida que acontece no domingo (27), às 19h30, em Florianópolis, o tricolor não contará com Douglas e Gustavo Scarpa, ambos suspensos.

Deixe uma resposta