Com Itália fora da Copa, Buffon se emociona na despedida

O empate sem gols diante da Suécia, em Milão, impediu a Itália de participar de mais uma Copa do Mundo na sua história. Como havia perdido por 1 a 0 no primeiro jogo, em solo sueco, os italianos acabaram ficando fora do Mundial, o que já não acontecia há 60 anos. A última vez que a Itália não participou de uma Copa do Mundo foi em 1958.

A eliminação italiana também significa o fim de uma era liderada pelo goleiro Gianluiggi Buffon, que anunciou a sua aposentadoria da seleção. Bastante emocionado ao fim do jogo, o experiente goleiro de 39 anos não segurou as lágrimas.

“Sinto muito, mas não por mim, pelo grupo. Porque falhamos em um objetivo que era muito importante. Essa é a minha única decepção, e não a de terminar a carreira com a Itália. O tempo passa para todos e é certo que seja assim”, disse Buffon a Rai Sports.

Muitos críticos colocaram a culpa no treinador Giampiero Ventura, mas o goleiro italiano fez questão de eximir o técnico de culpas e destacou que o futebol é um esporte coletivo.

“O esporte ensina a perder em grupo e ganhar em grupo, compartilhar alegrias e dores, méritos e deméritos. O técnico tem a mesma culpa que nós temos”, declarou Buffon.

O goleiro estreou pela Azzurra contra a Rússia em outubro de 1997, também em uma repescagem, após substituir Gianluca Pagliuca. Agora, deixa a seleção depois de disputar 14 partidas de Mundial e conquistar a Copa de 2006, na Alemanha. Em um total de 175 jogos, ele ainda foi vice-campeão da Eurocopa de 2012.

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*