Contestando urna sub judice, chapa de Júlio Brant não assinou resultado da eleição no Vasco

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A eleição presidencial do Vasco vai ser decidida na justiça. O embate entre Eurico Miranda (atual presidente) e Júlio Brant (oposição), foi acirrada e a chapa de situação venceu por 2111 a 1975 contando as sete urnas, resultado que é contestado pelos opositores. Umda das urnas, justamente a que teve a maior diferença de votos, está em juízo (sub judice) devido a uma contestação acerca da regularidade dos eleitores.

Excluindo-se essa urna, que pode ter seus votos invalidados, Júlio Brant leva vantagem nos votos, vencendo por 1933 a 1683.

“O resultado está proclamado, vencemos”, afirmou Eurico Miranda.

Do outro lado, Júlio Brant também se proclamou vencedor contando apenas as urnas que teriam votos válidos de eleitores em dia. O candidato afirmou que sua chapa não assinou o resultado que teve Eurico como vitorioso.

“Ganhamos no voto verdadeiro. Vamos para a Justiça. Ganhamos no voto real com muita diferença. Nossa chapa não assinou o resultado”, afirmou.

A expectativa é de que ainda neste mês o resultado final da eleição seja julgado. Desta forma, a justiça vai definir o vencedor, investigando toda e qualquer irregularidade no pleito.

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*