Cresce inadimplência no comércio lojista do Rio

Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

A inadimplência no comércio lojista do Rio de Janeiro cresceu 2,3% em dezembro em relação a igual mês do ano anterior. Esse foi o maior índice de aumento da inadimplência para o mês desde 2007, de acordo com dados divulgados hoje (10) pelo Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) do Clube de Diretores Lojistas do Rio de Janeiro (CDL Rio). No ano de 2016, a inadimplência mostrou expansão de 2,1%.

Em dezembro do ano passado, comparativamente ao mesmo mês de 2015, as consultas ao SCPC do CDL Rio caíram 4,2%, enquanto as dívidas quitadas pelos consumidores cresceram 0,6%. Em relação a novembro de 2016, tanto as consultas como as dívidas quitadas mostraram alta – de 10,1% e 37%, respectivamente. Já a inadimplência caiu 3,9%.

Em todo o ano passado, em comparação ao mesmo período de 2015, as consultas e as dívidas quitadas caíram, respectivamente, 6,6% e 1,6%.

Desemprego

O crescimento da inadimplência não surpreendeu o setor lojista. O superintendente administrativo do CDL Rio, Abraão Flasziboyn, avaliou que o comércio já vem acompanhando essa tendência nas datas importantes do setor, como Dia das Mães, Dia dos Namoradores o próprio Natal. “A gente vem com inadimplência crescendo e venda caindo”.

O superintendente atribui o incremento da inadimplência ao problema do desemprego no país e também à insegurança dos trabalhadores que estão empregados com relação à sua situação futura. “É uma conjugação dos dois fatores”. Segundo Flasziboyn, o consumidor destina o que recebe para pagar seus compromissos mais urgentes, como mensalidades escolares dos filhos e contas de luz, gás, telefone, enquanto as dívidas feitas no comércio vão sendo postergadas, o que acaba levando ao aumento da inadimplência.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here