DIS pede prisão de Neymar e de presidente do Barcelona

A DIS, empresa de fundo de investimento, pediu a pena de prisão por cinco anos de Neymar, além de oito anos para Sandro Rosell e Josep Maria Bartomeu, ex e atual presidentes do Barcelona, respectivamente. O jornal Marca publicou a informação nesta quarta-feira.

A empresa alegou corrupção do craque do Barcelona e também de seus pais. A acusação por escrito foi entregue ao juiz e renderia pena de cinco anos a Neymar. Contra os presidentes do clube espanhol, os delitos alegados são de corrupção e estelionato.

Outros envolvidos no caso pela DIS são: os pais de Neymar, Odílio Rodrigues, ex-presidente do Santos, empresas que pertencem ao atacante e sua família, além de Barcelona e Santos. Além disso, a empresa cobra uma indenização que chegaria a 195 milhões de euros, de acordo com o Marca.

O processo que envolve a contratação de Neymar pelo Barcelona em maio de 2013 estava arquivado, mas foi reaberto em setembro deste ano após a DIS recorrer. A empresa tinha 40% dos direitos econômicos do atleta quando ele deixou o Santos.

Deixe uma resposta