Em sua primeira Libertadores, Chapecoense coloca competição como impulso para a retomada

A Chapecoense conheceu o seu caminho na primeira Libertadores de sua história. Consagrada como campeã da Copa Sul-Americana, a equipe catarinense caiu no grupo 7, que não chega a ser o mais complicado, mas apresenta jogos contra adversários tradicionais e acostumados a jogar a competição continental.

A Chape vai enfrentar Nacional (Uruguai), Lanus (Argentina) e Zulia (Venezuela) em seu grupo. Apenas a equipe venezuelana é a menos conhecida, mas chega à Libertadores como atual vice-campeão nacional e campeão da Copa da Venezuela. Já o Nacional e o Lanus são os atuais campeões nacionais de seus países.

Para a Chapecoense, a disputa da Taça Libertadores será um recomeço após o grave acidente ocorrido no último dia 29 de novembro, que vitimou 71 pessoas, incluindo 19 jogadores do elenco.

“A participação na Libertadores serve como impulso para o processo de retomada da Associação Chapecoense de Futebol, que em breve deverá anunciar as primeiras notícias relacionadas ao Departamento de Futebol”, destacou um texto no site oficial do clube.

No sorteio dos grupos, no Paraguai, estiveram representando o clube: o presidente Plinio David De Nes Filho, o técnico Vagner Mancini e o Diretor Executivo de Futebol Rui Costa.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*