Ensaio aberto Minha Mãe é uma peça no Teatro Bradesco

Foto: Fabio Bartelt

Onze anos após sua estreia, “Minha Mãe É Uma Peça” volta aos palcos. A remontagem vem para brindar e comemorar a brilhante trajetória de Dona Hermínia, personagem que conquistou todo o país e que já levou mais de 2 milhões de espectadores aos teatros e 15 milhões de espectadores aos cinemas de todo o Brasil, com os filmes Minha Mãe É Uma Peça 1 e 2. Com realização da Opus Promoções e da Super Combinado Promoções Artísticas, o ensaio aberto ocorre no Rio de Janeiro, no dia 6 de agosto, em sessões às 18h e 20h30. A apresentação contará com cenário e figurinos originais da peça e, por se tratar de um ensaio aberto, as cenas poderão ser interrompidas e retomadas a qualquer momento. O encontro é uma oportunidade única para o público que poderá assistir o ensaio e o improviso de Paulo Gustavo. Os ingressos já estão à venda. Confira o serviço completo abaixo

Nessa reedição de “Minha Mãe é Uma Peça”, chamou-se o aclamado cenógrafo Zé Carratu, que imprimiu sua sofisticação a nova ambientação da peça e a figurinista Reka Koves, que trouxe a contemporaneidade ao visual da personagem. A iluminação é de Marcos Olivio, um craque, e a trilha sonora renovou-se na antiga e ultra bem-sucedida parceria com Zé Ricardo. A direção continua com o talentosíssimo João Fonseca, premiado diretor de inúmeros sucessos do teatro brasileiro, parceiro já de longa data do Paulo em diversos trabalhos. Quem assina esse extraordinário texto e dá vida a fulgurante Dona Hermínia, personagem com rara carga de humanidade, fator que gera identificação maciça do público, é o ator Paulo Gustavo, que consegue eletrizar o público com a mais perfeita tradução da personagem que ele mesmo criou.

O ESPETÁCULO

Em princípio, todo o texto que aborde de maneira sensível as relações familiares, especialmente de pais e filhos, já tende a garantir uma identificação com a plateia. Contudo, Paulo Gustavo transcende os estereótipos e clichês e com um olhar agudo, acessa de forma sensível o delicado e muito bem-humorado universo de Dona Hermínia. O ator ao adentrar nos meandros e melindres de Dona Hermínia e sua família, captados no texto, mas, sobretudo, nos jeitos e trejeitos dessa Mãe, está falando de todas as famílias brasileiras.

Mais ainda, a peça fala de afeto, de laços familiares que superam “entreveros” e “confusões”. Dona Hermínia é uma mulher madura, aposentada e sozinha, cuja maior ocupação é justamente procurar o que fazer, uma vez que seus filhos estão crescendo e não precisam mais de seus cuidados e broncas. É este o universo da personagem que, na falta de trabalho e romance e entre uma conversa e outra com a tia idosa, a vizinha fofoqueira e a irmã confidente, ainda precisa manter a sua condição de mãe às voltas e preocupada com problemas dos filhos.

O que pode faltar em “simpatia” a Dona Hermínia, sobra em graça. A personagem é divertidíssima. Bom para a plateia; afinal, rir dessas mulheres é um bom modo de não enlouquecer junto com elas.

Para este espetáculo, Paulo Gustavo, trouxe à tona a espantosa bagagem de suas experiências e observações domésticas, compondo com elas um espectro dos humores femininos, gestos, trejeitos, falas, atitudes, achaques e ataques, oferecendo uma minuciosa observação do cotidiano brasileiro que resultou numa comédia especialmente sensível e bastante divertida.

Ficha Técnica

Texto e Interpretação: Paulo Gustavo

Direção: João Fonseca

Cenário – Zé Carratu

Figurinos – Reka Koves

Iluminação – Marcus Olivio

Trilha sonora – Zé Ricardo

Produção executiva – Diogo Canto

Direção de Produção: Claudio Tizo

CARREIRA DO ATOR

O SURTO

Sua estreia oficial nos palcos foi em 2004, na peça “O Surto”, um grande sucesso da época. Paulo criou um esquete inspirado na própria mãe, a personagem Dona Hermínia, que logo caiu no gosto do público e já apontava para o sucesso estrondoso que viria.

INFRATURAS

Em 2005, mesmo ano em que se formou na CAL, Paulo monta a peça “Infraturas”, junto com seu amigo e colega Fábio Porchat. A peça foi dirigida por Malu Valle e ficou um ano em cartaz na Casa da Gávea – RJ.

MINHA MÃE É UMA PEÇA

Em 2006 monta sozinho seu próprio espetáculo. O monólogo, concebido e escrito pelo ator, é inspirado na própria mãe, a personagem Dona Hermínia. A peça logo se torna um sucesso e já foi vista por mais de 2 milhões de pessoas.

PRÊMIO SHELL

No mesmo ano em que estreia “Minha Mãe É Uma Peça”, Paulo é indicado ao Prêmio Shell de “Melhor Ator”.

SÍTIO DO PICA PAU AMARELO

Em 2007 faz o “Delegado Lupicínio” no clássico infantil produzido pela TV Globo. A personagem escondia um segredo (era o Lobisomem).

A GUERRA DOS ROCHAS

Em 2008 faz uma participação na comédia do diretor Jorge Fernando como “Funcionário”.

DIVÃ (FILME)

Em 2009 o ator interpreta o cabelereiro “René”, amigo e confidente da personagem “Mercedes”, vivida pela atriz Lília Cabral. O filme foi um grande sucesso e deu origem a série produzida dois anos depois pela TV Globo.

XUXA EM O MISTÉRIO DE FEIURINHA (FILME)

Faz uma participação no infanto-juvenil como “Caio Lacaio”.

HIPERATIVO

Em 2010 estreia seu segundo espetáculo. Na peça, em formato de stand-up comedy, o ator conta histórias engraçadas, de situações insólitas que já viveu e faz piadas de sentimentos para lá de humanos, que todos nós temos, pelo menos em algum momento da vida, como; medos, paranoias e todos os que cercam os relacionamentos de um modo geral. O espetáculo ficou seis anos em cartaz e viajou por todo o Brasil.

DIVÃ (SÉRIE)

Em 2011 co-protagoniza a série produzida pela TV Globo, o ator repete o sucesso dos cinemas vivendo o cabelereiro René. O bordão “repica, René” é uma marca da personagem.

220 VOLTS

Em 2011 ganha seu próprio programa de TV no canal Multishow. Em formato de esquetes, escrito por ele e Fil Braz, o programa trouxe ao público novas personagens, como “Senhora dos Absurdos”, “Mulher Feia” e “O Nerd”, dentre tantos outros. O programa foi líder de audiência no horário exibido (Tv a cabo) e reposicionou o canal como um dos líderes de audiência da Tv paga, da mesma forma que abriu as portas para uma série de outros programas de humor. 220º Volts teve 4 temporadas e em todas foi líder de audiência. O programa deixou saudades e uma legião de fãs que pediam mais uma temporada, sendo assim, em 2016, Paulo Gustavo gravou a 5ª e última temporada, em edição especial.

MINHA MÃE É UMA PEÇA – O FILME

“Minha Mãe É Uma Peça” estreia nas telonas em 2013. O filme fica em primeiro lugar de bilheteria dentre os filmes nacionais, com 4,7 milhões de espectadores e é eleito o “Melhor Filme do Ano”.

VAI QUE COLA (SÉRIE)

Em 2013 o ator entra em cena como “Valdomiro Lacerda”. O sitcom, produzido pelo canal Multishow, se passa na pensão da Dona Jô, onde todos querem ser “espertos”. O programa foi um fenômeno e bateu todos os recordes, ficando em primeiro lugar de audiência de toda a TV paga. Hoje o programa já está na 5ª temporada e segue como um dos maiores índices de audiência da Tv paga.

PAULO GUSTAVO NA ESTRADA

O reality show foi ao ar em 2014 e acompanhava o ator em sua turnê pelo país com as peças “Hiperativo” e “Minha Mãe É Uma Peça”. O programa teve 13 episódios, cada um rodado em uma cidade, e se valeu de encontros inusitados, como com a presidente Dilma Rousseff em Brasília e Caetano Veloso em Belo Horizonte.

220 VOLTS (PEÇA)

O espetáculo estreou em 2014 e levou para os palcos as personagens femininas da série de TV. Contando com uma produção luxuosa, grande elenco e corpo de bailarinos, a peça, em estilo musical, remete aos grandes espetáculos da Broadway.

OS HOMENS SÃO DE MARTE E É PARA LÁ QUE EU VOU

Em 2014 atuou no filme de sua grande amiga e parceira, a atriz Mônica Martelli. Paulo fez o “Aníbal”, melhor amigo e sócio da solteirona e sonhadora Fernanda, vivida pela atriz.

DVD HIPERATIVO (GRAVAÇÃO)

Em outubro de 2014 o ator fez duas apresentações apoteóticas no HSBC Arena (RJ) para a gravação do DVD. Os ingressos colocados à venda foram vendidos em poucas horas e, com um público de dez mil espectadores por noite, o espetáculo foi transmitido ao vivo pelo Multishow, ficando em primeiro lugar de audiência do canal.

DVD HIPERATIVO (LANÇAMENTO)

Em março de 2015 lança no mesmo HSBC Arena o DVD do “Hiperativo”. O ator ganha seu primeiro disco de platina, pelas 50 mil cópias vendidas, antes mesmo do DVD chegar às lojas.

MINHA MÃE É UMA PEÇA (LIVRO)

Também em março de 2015 lança o livro “Minha Mãe É Uma Peça”. A publicação conta histórias inéditas, acrescenta “dicas” de Dona Hermínia e contém fotos e ilustrações. O livro ficou entre os dez mais vendidos da livraria Saraiva.

VAI QUE COLA (FILME)

A série de tanto sucesso chega aos cinemas em outubro de 2015 e foi o filme mais aguardado do ano, também sendo um fenômeno de bilheteria.

MINHA MÃE É UMA PEÇA 2 (FILME)

Lançado em dezembro de 2016, fez 10 milhões de espectadores, sendo um dos maiores recordes da história do cinema nacional. O filme é um estrondoso sucesso e hoje está em primeiro lugar de locação do canal Now, da NET Tv

Espetáculo “Online”

“Online” estreou em novembro de 2016 e fala da hiperconectividade dos tempos atuais. A peça procura dar conta deste novo regime de vida que marca nosso tempo, no qual as barreiras de tempo e espaço encontram-se cada vez mais embaralhadas. De um modo bem-humorado, procura refletir sobre a obrigação de estarmos o tempo todo “presentes” e atuantes em vários planos da realidade, que em outros tempos não estariam tão próximos física e temporalmente. A peça segue em cartaz e viajando por todo o país.

No presente momento o ator grava seu mais novo projeto para o canal Multishow, intitulado “A Vila” e com estreia prevista para agosto de 2017. Em A Vila, Paulo Gustavo será um ex-palhaço de um circo falido, que mora num trailer estacionado numa simpática vila, onde também habitam e transitam os mais hilários personagens.

Classificação: Livre

Duração: 65min

Realização: Opus Promoções e Super Combinado Promoções Artísticas

Patrocínio: Piraquê

Transportadores aérea Oficial: Avianca

SERVIÇO:

ENSAIO ABERTO MINHA MÃE É UMA PEÇA

RIO DE JANEIRO

Dia 6 de agosto

Domingo, às 18h e às 20h30

Teatro Bradesco Rio (Avenida das Américas, 3900 – loja 160 do Shopping VillageMall – Barra da Tijuca)

www.teatrobradescorio.com.br

INGRESSOS

Setor

Valor

Meia-entrada

Frisas

R$ 50,00

R$ 25,00

Balcão Nobre

R$ 80,00

R$ 40,00

Plateia Alta

R$ 100,00

R$ 50,00

Camarote

R$ 100,00

R$ 50,00

Plateia Baixa

R$ 100,00

R$ 50,00

– 50% de desconto para Clientes Bradesco e guichê exclusivo na bilheteria do Teatro. Desconto limitado a quatro ingressos por sessão para titulares dos cartões de crédito e débito (exceto cartão pessoa jurídica Bradescard). Limitado a quatro ingressos por sessão para o titular e cota de 240 ingressos por sessão;

– 20% de desconto para assinante O Globo. Desconto limitado a dois ingressos por sessão para o titular do cartão. Venda limitada de 200 ingressos por sessão e disponível apenas para compras efetuadas na bilheteria do Teatro Bradesco Rio;

– 20% de desconto Passaporte de Benefícios VillageMall em até dois ingressos. Limitado a 100 ingressos por sessão. Vendas apenas na Bilheteria do teatro.

*Crianças até 24 meses que fiquem sentadas no colo não pagam

** Política de venda de ingressos com desconto: as compras poderão ser realizadas nos canais de vendas oficiais físicos, mediante apresentação de documentos que comprovem a condição de beneficiário. Nas compras realizadas pelo site e/ou call center, a comprovação deverá ser feita no ato da retirada do ingresso na bilheteria e no acesso à casa de espetáculo;

******A lei da meia-entrada mudou: agora o benefício é destinado a 40% dos ingressos disponíveis para venda por apresentação. Veja abaixo quem têm direito a meia-entrada e os tipos de comprovações oficiais no Rio de Janeiro:

– IDOSOS (com idade igual ou superior a 60 anos) mediante apresentação de documento de identidade oficial com foto.

– ESTUDANTES mediante apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE) nacionalmente padronizada, em modelo único, emitida pela ANPG, UNE, UBES, FNEL, entidades estaduais e municipais, Diretórios Centrais dos Estudantes, Centros e Diretórios Acadêmicos. Mais informações: www.documentodoestudante.com.br
– PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E ACOMPANHANTES mediante apresentação do cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que ateste a aposentadoria de acordo com os critérios estabelecidos na Lei Complementar nº 142, de 8 de maio de 2013. No momento de apresentação, esses documentos deverão estar acompanhados de documento de identidade oficial com foto.

– JOVENS PERTENCENTES A FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA (com idades entre 15 e 29 anos) mediante apresentação da Carteira de Identidade Jovem que será emitida pela Secretaria Nacional de Juventude a partir de 31 de março de 2016, acompanhada de documento de identidade oficial com foto.

– MENORES DE 21 ANOS mediante apresentação de carteira de identidade ou documento com foto válido.

– PROFESSORES E PROFISSIONAIS DA REDE PÚBLICA MUNICIPAL DE ENSINO (apenas aqueles que atuam no município do Rio de Janeiro) mediante de carteira funcional emitida pela Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro

**** Caso os documentos necessários não sejam apresentados ou não comprovem a condição do beneficiário no momento da compra e retirada dos ingressos ou acesso ao teatro, será exigido o pagamento do complemento do valor do ingresso.

*****Descontos não cumulativos.

Capacidade: 1000 lugares

CANAIS DE VENDAS OFICIAIS:

Bilheteria Teatro Bradesco Rio: Av. das Américas, 3.900/Lj 160- Tel: 3431-0100 (diariamente, das 13h às 21h.)

Sujeito à taxa de conveniência:

Site: www.ingressorapido.com.br (a compra pode ser feita até duas horas antes do evento)

Call Center: 4003-1212 (de segunda a sábado, das 9h às 22h, e domingo, das 12h às 18h)

FNAC Barra Shopping: Av. das Américas, 4.666 Loja B 101/114 (Segunda a sábado, das 10h às 20h, domingo, das 13h às 18h, e feriado, das 15h às 18h).

Formas de pagamento: Amex, Aura, Diners, dinheiro, Hipercard, Mastercard, Redeshop, Visa e Visa Electron. (Neste ponto de venda não é possível fazer a retirada de ingressos adquiridos pela internet e call center)

Centro 021 Turismo: Avenida Rio Branco, 181 Sala 704 – Centro (Segunda a sexta, das 10h às 19h). Formas de Pagamento: somente em dinheiro. (Neste ponto de venda não é possível fazer a retirada de ingressos adquiridos pela internet e call center)

Theatro Net Rio: Rua Siqueira Campos, 143 (Segunda a domingo das 10h às 18h). Formas de pagamento: Amex, Aura, Diners, Dinheiro, Hipercard, Mastercard, Redeshop, Visa e Visa Electron.

Rio De Janeiro Barra da Tijuca PDV Teatro Nathalia Tiimberg: Avenida das Américas, 2000 – Barra da Tijuca (Segunda a quinta, das 10h às 19h e sexta a domingo, das 12h às 21h). Formas de pagamento: Amex, Aura, Diners, Dinheiro, Hipercard, Mastercard, Redeshop, Visa e Visa Electron.

JUQUINHA Juquinha: Av. Cesário de Melo, 3643 – Campo Grande (segunda a domingo, das 09h às 17h). Formas de pagamento: Amex, Aura, Credicard, Diners, Hipercard, Mastercard, Redeshop, Visa e Visa Electron.

Posto BR Piraquê: Av. Borges de Medeiros, s/nº (Todos os dias, das 9h às 20h). Formas de pagamento: Amex, Aura, Credicard, Diners, Dinheiro, Hipercard, Mastercard, Redeshop, Visa e Visa Electron. (Neste ponto de venda não é possível fazer a retirada de ingressos adquiridos pela internet e call center)

Posto Burgão: Estrada dos Bandeirantes, 3300 (Segunda a sábado, das 8h às 18h). Formas de pagamento: Amex, Aura, Diners, dinheiro, Hipercard, Mastercard, Redeshop, Visa e Visa Electron. (Neste ponto de venda não é possível fazer a retirada de ingressos adquiridos pela internet e call center)

Posto BR Bougainville: Rua Uruguai esquina com a Rua Maxell (Segunda a sábado, das 9h às 20h, domingo e feriado, das 9h às 16h). Formas de pagamento: somente em dinheiro.

Multipoint Leblon: Rua General Urquiza, 67 Loja B (Segunda a sexta, das 9h às 18h e sábado, das 10h às 14h. Não há funcionamento aos domingos e feriados). Formas de pagamento: Amex, Aura, Diners, dinheiro, Hipercard, Mastercard, Redeshop, Visa e Visa Electron. (Neste ponto de venda não é possível fazer a retirada de ingressos adquiridos pela internet e call center).

Cidade das Artes – Barra da Tijuca: Avenida da Américas, 5300 (Terça a quinta, das 13h às 19h e sexta a domingo, das 13h às 17h). Formas de pagamento: Amex, Diners, Dinheiro, Mastercard, Redeshop, Visa e Visa Electron.

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*