Estado e prefeitura estudam proposta de expansão do metrô do Rio

Foto: Divulgação MetrôRio

O governador Luiz Fernando Pezão, e o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, se reuniram hoje (5), no Palácio Guanabara, para discutir a proposta de Operação Urbana Consorciada, elaborada pelo urbanista Sérgio Dias, com alternativas que vão gerar receitas adicionais para promover melhorias na cidade, entre elas a expansão do metrô e a transformação de áreas degradadas com a criação de parques urbanos.

Dias fez uma apresentação sobre o tema para os participantes da reunião, entre eles a presidente da RioTrilhos, Tatiana Carius, o subsecretário de Estado de Transportes, Oswaldo Dreux, e o vice-prefeito e secretário municipal de Transportes, Fernando Mac Dowell.

A Operação Urbana Consorciada prevê um melhor aproveitamento do potencial imobiliário das regiões da cidade, em parceria com a iniciativa privada, com a geração de certificados de potencial adicional de construção, a exemplo da operação urbana no Porto do Rio.

O programa abrange diversas áreas da cidade, entre elas o centro, com a Avenida Presidente Vargas, a zona norte, com o Méier, a zona oeste, com Barra da Tijuca e Jacarepaguá, sem causar nenhuma agressão urbanística.

Parceria

De acordo com Tatiana Carius, a proposta do governador é fazer isso a quatro mãos, em parceria com a prefeitura, para gerar receitas adicionais, com benefícios para a cidade, entre eles a expansão do metrô. “O investimento em infraestrutura metroviária é muito alto e não se paga somente com um ente federativo. Então, estamos agora inovando. Realmente, vai ser a primeira vez que isso poderá ser feito, aqui no Rio, para expandir o sistema metroviário”, disse.

Para o vice-prefeito Mac Dowell, parcerias são importantes para a implantação de melhorias visando à mobilidade urbana da população.

“Nós vamos buscar soluções alternativas, que possam gerar receitas adicionais. Não se pode ficar o dia inteiro pensando, olhando para o espelho sem fazer nada. É um projeto que faz uso do solo de maneira inteligente e que vai gerar recursos necessários tanto para o município quanto para o estado. Vamos buscar parceria com o Banco Mundial, precisamos mudar essa maneira de estar todo mundo de cabeça baixa”.

A prefeitura do Rio vai criar um grupo de trabalho, com a participação de representantes do governo do estado, para estudar a forma de implantação da Operação Urbana Consorciada, objetivando a expansão do transporte de alta capacidade e a melhoria da qualidade de vida da população.

Agência Brasil

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here