Exposição: ‘Bodas de Caná’ de Portinari, no MAM

Foto divulgação

O Museu de Arte Moderna do Rio exibe a partir de hoje o painel “Bodas de Caná”, pintado entre 1956 e 1957 por Candido Portinari (1903-1962), que integra a coleção do museu desde maio deste ano. A pintura estava há 60 anos com a família de Francisco Clementino de San Tiago Dantas (1911-1964), jornalista e advogado que foi ministro das Relações Exteriores e da Fazenda nos anos 1960 e encomendou a obra diretamente ao amigo pintor. Dantas também foi vice-presidente do MAM por duas ocasiões nos anos 1950, e era seu desejo que a obra fosse legada à instituição. A transferência foi formalizada em testamento por sua viúva, Edméa, e realizada por seus herdeiros sete anos após sua morte.

A restauração do painel em têmpera sobre madeira durou três meses, após o delicado processo de retirada e transporte da obra, do apartamento da família na Avenida Epitácio Pessoa, na Lagoa, diretamente para o museu.

O painel de 1,7m por 4m se junta às outras dez obras de Portinari do MAM (cinco do acervo do museu e cinco da coleção de Gilberto Chateaubriand, em comodato no museu). “Bodas de Caná” retrata o primeiro milagre da vida pública de Jesus, quando transforma a água em vinho numa festa de casamento a pedido de sua mãe, Maria.

Serviço:

ONDE: MAM. Av. Infante Dom Henrique 85, Aterro do Flamengo (3883-5600).

QUANDO: Ter a sex, do meio-dia às 18h. Sáb, dom e feriados, das 11h às 18h.

QUANTO: R$ 14.

CLASSIFICAÇÃO: Livre.

 

 

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*