Fla empata com o Atlético-MG e segue em segundo no Brasileirão

O Flamengo foi até Belo Horizonte para encarar o Atlético-MG em jogo direto na luta pelo título do Campeonato Brasileiro. Em segundo na classificação, o rubro-negro tinha a vitória como principal objetivo para encostar no Palmeiras. Sabendo da importância de vencer, o técnico Zé Ricardo mandou a campo o Fla com uma trinca ofensiva. Apesar de ter saído na frente, o rubro-negro permitiu a virada, mas depois empatou no final.

O Atlético-MG começou pressionando o Flamengo, mas o primeiro lance de perigo foi do rubro-negro. Fernandinho recebeu boa bola pela esquerda e bateu cruzado, mas Victor defendeu. No lance seguinte, a bola sobrou com Gabriel após bola rebatida pela zaga, o meia do Fla finalizou, mas a zaga desviou.

O primeiro lance em que Muralha foi exigido veio somente aos dez minutos, quando Fred recebeu pela direita e bateu cruzado, mas parou no goleiro do Flamengo. O ritmo intenso do começo do jogo diminuiu um pouco no decorrer da primeira etapa e as chances foram desaparecendo.

Aos 32, o Fla conseguiu abrir o placar. Após escanteio, a zaga atleticana afastou, mas Márcio Araújo tocou de cabeça pra área, Guerrero desviou e Diego, de carrinho, conseguiu fazer: Fla 1 a 0. Dois minutos depois a bola caiu com Fernandinho pela esquerda e o atacante bateu cruzado, mas parou em Victor. Aos 40, o goleiro do Galo apareceu de novo em lance que teve cabeçada de Guerrero. E o primeiro tempo ficou no 1 a 0 para o Fla.

Na volta para a segunda etapa o Atlético-MG voltou com mudança: Luan entrou no lugar de Cazares. No primeiro minuto, Otero cobrou falta com força e Alex Muralha foi buscar. Aos 11, Fred dividiu com Rafael Vaz, ganhou e tocou para Robinho, o atacante ficou na cara do goleiro do Fla que defendeu parcialmente e depois contou com Jorge para salvar.

Aos 13 Zé Ricardo resolveu mexer no time e apostou em Emerson Sheik na vaga de Gabriel. Aos 15, Diego ganhou jogada pela direita e cruzou, Erazo foi cortar, mas colocou contra a trave. Lucas Pratto na vaga de Leandro Donizete foi a segunda mudança do Atlético-MG. Aos 20, Otero tentou cruzar da direita, mas a bola pegou o rumo do gol e Muralha pulou para salvar.

Aos 22 Fred chegou a balançar a rede, mas a arbitragem assinalou impedimento do atacante do Galo. Zé Ricardo mexeu no time mais uma vez quando colocou a campo Alan Patrick no lugar de Fernandinho. Aos 36, o juiz marcou pênalti de Réver sobre Fred. Robinho foi para a cobrança e converteu para deixar tudo igual: 1 a 1.

Aos 41, o Galo conseguiu a virada. Robinho tocou rasteiro na frente, a bola foi para Lucas Pratto, que driblou Muralha e concluiu para o gol garantindo a virada atleticana: 2 a 1. Aos 42 Zé Ricardo colocou a campo Leandro Damião e tirou Willian Arão em busca do tudo ou nada. O gol de empate veio aos 44, quando Diego tentou o chute, a bola bateu na zaga, mas ficou na bola para Guerrero finalizar e deixar tudo igual: 2 a 2 e placar final.

Com o resultado, o Flamengo segue em segundo lugar, mas agora com 62 pontos, já o Atlético-MG, com 60, permanece em terceiro. O próximo adversário do rubro-negro será o Botafogo, no sábado (05), no Maracanã, às 17hs. Já o Galo vai jogar no domingo (06), quando visita o Coritiba, às 19h30, no Couto Pereira.

Deixe uma resposta