Flamengo empata com São Caetano e cumpre meta de ser líder do grupo 23 da Copa São Paulo

Garotos do Ninho permanecem na cidade para o confronto eliminatório da próxima fase contra o Nacional (SP)

Foto: Staff Images / Flamengo
Foto: Staff Images / Flamengo
Na partida que fechou o grupo 23 da Copa São Paulo de Futebol Junior, os Garotos do Ninho fizeram um jogo muito pegado contra o São Caetano. Abriram o placar com Vinícius Junior ainda no primeiro tempo, e viram o adversário empatar no início da etapa complementar. O placar final de 1 x 1, além de manter uma longa invencibilidade do Rubro-Negro na competição, faz com que o Flamengo termine a fase de grupos da competição com sua meta inicial cumprida: a liderança da chave, e a manutenção da sede de São Caetano para a próxima fase, evitando assim qualquer tipo de deslocamento, o que é uma grande vantagem na maratona que a equipe enfrenta (se chegar à final, serão nove jogos em apenas 21 dias). O próximo adversário será o Nacional (SP), segundo colocado da chave 24 com três pontos ganhos. O líder da chave foi o Goiás, que enfrenta o São Caetano na capital paulista. Os dois vencedores se enfrentarão na sequência da Copinha.
 
Jogando em um Anacleto Campanella cheio, os Garotos do Ninho começaram a partida no ataque. Logo aos 2 minutos, o lateral esquerdo Moraes, que com a contusão de Michael foi chamado do Rio de Janeiro e desembarcou na manhã deste domingo em São Caetano, fez ótimo cruzamento e Lincoln quase fez o primeiro de cabeça. Aos 14, o Flamengo abriu o placar em uma grande jogada coletiva. Kleber tocou para Theo, que devolveu num lindo passe de calcanhar. A bola chegou para Lincoln, que rolou para Vinícius Junior finalizar cruzado e tirar o zero do placar. O Rubro-Negro dominava o jogo, e quase ampliou logo na sequência. Vinícius Junior puxou rápido contra-ataque e tocou para Lincoln, que por pouco não fez o segundo. Aos 40, Hugo Moura arriscou belíssimo chute de fora da área, de esquerda, mas o goleiro Wagner fez ótima defesa.
 
“Acho que minha estreia como titular poderia ter sido melhor, já que nossa equipe não saiu com a vitória. Mas acredito que tenha ido bem no jogo e conseguido ajudar o grupo, o que para mim é o mais importante sempre. Foi importante termos sido líderes, porque permaneceremos em São Caetano.  O campo é bom e largo, nossa torcida compareceu em grande número em todos os jogos, e isso nos dá ainda mais motivação para irmos longe nessa competição”, disse Vinícius Junior.
 
Jogando à frente de sua torcida, que compareceu em grande número ao estádio, o São Caetano partiu para o tudo ou nada no início do segundo tempo. E a estratégia deu certo. Aos 9 minutos, João Mello empatou após cruzamento na área. A bola ainda desviou em Moraes antes de entrar. Aos 10, o Flamengo quase voltou à frente do placar, quando João Pedro rolou para Theo chutar por cima do gol. Aos 19, Vinícius Junior foi derrubado na área, em um lance muito polêmico. O árbitro não marcou o pênalti, e deu cartão amarelo por simulação para o atleta rubro-negro.
 
Daí para a frente, o jogo se tornou um ataque contra defesa, com o Mais Querido pressionando muito na cadência de sua torcida, que lotou o espaço reservado a ela nas arquibancadas e cantou muito durante todo o jogo, e o Azulão apenas se defendendo. O Flamengo quase fez o segundo com Hugo Moura aos 22, Gabriel Silva aos 36 e Kleber aos 39. Mas a bola não quis entrar, e o empate deu aos Garotos do Ninho a liderança da chave, ao final da terceira e última rodada.
 
“Hoje, mais uma vez, provamos que somos um grupo muito qualificado. Fizemos algumas trocas, algumas por necessidade e outras por opção. Isso é muito importante, porque nos dá a chance de oportunizar todo o nosso elenco em uma competição tão importante como é a Copa São Paulo. Confio demais em todos os atletas, e por isso não tenho porque temer as trocas quando elas são necessárias. Estou muito satisfeito, é óbvio que queríamos os nove pontos, mas os sete que conquistamos nos deram a liderança do grupo, e isso é o mais importante”, disse o treinador Gilmar Popoca. “Nossa chave podia parecer fácil, mas não é de forma alguma. Enfrentamos equipes de muita qualidade e força física, e o fato de mantermos nossa sede e evitarmos qualquer deslocamento para a próxima fase é muito importante, para evitar um desgaste ainda maior dos nossos atletas. Agora vamos descansar muito, e nossa expectativa é a de fazermos um grande jogo contra o Nacional, e seguirmos evoluindo dentro da competição, que irá afunilar cada vez mais”, finalizou o treinador rubro-negro.
Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*