Fotógrafos são detidos após protesto contra reajuste de tarifa em São Paulo

Dois fotógrafos foram detidos após um protesto promovido (17) pelo Movimento Passe Livre (MPL), no Jardim América, zona oeste da capital paulista. Militantes atearam fogo em pneus, bloqueando a Rua Colômbia, em uma manifestação contra o aumento das tarifas de integração do transporte público. O reajuste havia sido barrado na Justiça, mas passou a valer no último sábado (15), após uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Os fotógrafos André Lucas, do coletivo Choc Documental, e Gustavo Ferreira de Oliveira, que registravam o ato, foram levados ao 15º Distrito Policial, no Itaim Bibi, na zona oeste. A Polícia Militar e a Secretaria de Estado da Segurança Pública de São Paulo não informaram os motivos pelos quais os fotógrafos foram detidos.

A barreira já foi removida do local e o trânsito normalizado. A prefeitura disse que não vai comentar a ação.

Disputa judicial

O valor da integração para quem pega metrô ou trem (administrados pelo governo estadual) e também ônibus (sob responsabilidade municipal) subiu de R$ 5,92 para R$ 6,80. O aumento havia sido impedido pelo juiz Paulo Furtado de Oliveira Filho, do Tribunal de Justiça de São Paulo, sob o argumento de que estabelecia uma política tarifária desigual, punindo os moradores das regiões mais distantes do centro.

Depois de ter negado dois recursos, o governo estadual conseguiu uma decisão favorável concedida pela presidente do STJ, ministra Laurita Vaz.

Agência Brasil

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*