Governos locais do Japão negam assumir custos das Olimpíadas de Tóquio-2020

Vários governos regionais e locais do Japão já informaram à organização dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, que não planejam assumir parte dos custos das construções das instalações temporárias do evento poliesportivo. Ao todo foram seis prefeitos e quatro líderes de localidades próximas à capital que expressaram essa postura em carta enviada ao presidente do comitê, Yoshiro Mori.

Na semana passada o comitê afirmou que o orçamento total para os jogos poderia ser entre 1,6 trilhão e 1,8 trilhão de ienes (de R$ 40 bilhões a R$ 50 bilhões), maior que o que foi gasto no Rio 2016, que ficou perto de R$ 40 bilhões.

A organização se dispôs a arcar com 500 bilhões de ienes (R$ 13,95 bilhões), e o restante seria coberto pelos governos de Tóquio, o Executivo central e outras administrações. A governadora da capital, que chegou ao cargo em julho, liderou várias iniciativas para revisar os planos de construção de novas instalações e seu financiamento.

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*