Grávida morta mês passado é enterrada na Zona Oeste do Rio

Foto: Reprodução Facebook

Rayanne Chrisitini, de 22 anos, que foi sequestrada e morta no mês passado, foi enterrada na manhã deste sábado (07), no cemitério do Murundu, em Padre Miguel, na Zona Oeste do Rio.

Relembre o caso:

A vítima estava grávida de sete meses, quando saiu de casa, em Padre Miguel, na Zona Oeste do Rio, no dia 23 de dezembro deste ano. Ela teria encontrado uma mulher em direção à Central do Brasil para receber fraldas e roupas. Desde então, não foi mais vista. Uma das hipóteses para o crime é que o casal teria a intenção de roubar o bebê, que também morreu. O casal foi indiciado por homicídio duplamente qualificado e ocultação de cadáveres.

De acordo com a polícia, Fabio Luiz teria sido visto, na companhia de um familiar de sua esposa Thainá, saindo da residência do casal carregando uma sacola/mochila, onde poderiam estar o restante dos restos mortais de Rayanne. A mochila ou a sacola teria sido descartada em um terreno baldio, ainda não localizado.

 

 

 

A informação foi confirmada pela tia de Rayanne, Jupira Costa. A jovem desapareceu depois de sair de casa para buscar o enxoval da criança oferecido por Thainá da Silva Pinto, de 21, suspeita de praticar o crime junto com seu marido, Fábio Luiz Souza Lima, de 27. Os dois estão presos.

Os restos mortais da jovem foram encontrados carbonizados na casa de Thainá, em Magé, na Baixada Fluminense. Um exame de DNA confirmou na semana passada que os restos eram mesmo de Thainá. Policiais também encontraram pedaços do vestido e os restos mortais de Rayanne na lixeira da casa. Uma perícia comprovou ainda que ossos femininos foram encontrados no quintal da residência.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*