Guardiola reconhece que errou ao afastar Yayá Touré

A volta triunfal de Yayá Touré, autor de dois gols na vitória por 2 a 1 sobre o Crystal Palace, pelo Campeonato Inglês, ainda segue repercutindo no Manchester City. O jogador havia sido afastado pelo técnico Pep Guardiola por conta de uma briga do treinador com o empresário do atleta. Ao falar sobre o retorno do marfinense, Guardiola admitiu que errou.

“Estou aqui para tomar as decisões. Pode ser que eu cometa erros, mas eu preciso tomar decisões e respeito o fato de que algumas pessoas não irão concordar comigo”, disse o treinador. Guardiola ainda deixou em aberto a possibilidade de usar o jogador na próxima fase da Liga dos Campeões, caso o City avance da fase de grupos.

“Se nos classificarmos na Liga dos Campeões, sentarei para conversar com minha equipe técnica e vamos decidir quem são os melhores jogadores para nos ajudar a alcançar o que queremos na Champions. Conversei muitas vezes com Yaya no último mês, porque ele era meu jogador no Barcelona e eu o conheço muito bem. Eu sei como ele é, como jogador. É um jogador inquestionável. Se houvesse dúvidas, não estaria aqui. Ele é outro a competir com nossos atletas do meio e aumentar nosso nível”, disse Guardiola, que optou por não inscrever o marfinense na primeira fase da Liga dos Campeões.

Com a vitória sobre o Crystal Palace, o Manchester City chegou aos 27 pontos e ocupa agora a terceira colocação do campeonato inglês, ficando atrás do Chelsea, líder, por apenas um pontos. Em segundo está o Liverpool, que tem a mesma pontuação do time de Guardiola.

Deixe uma resposta