Guerra dentro da gente no Oi Futuro Flamengo

Foto: Guga Melgar

Guerra dentro da gente é baseado no livro homônimo do poeta curitibano Paulo Leminski (1944-1989), no Oi Futuro Flamengo, com direção de Duda Maia. Com adaptação de Renato Luciano, a história vai além da simples contação de história e mistura o fazer artesanal do teatro com a tecnologia cinema para transportar o público ao mundo do menino Baita.

“A montagem do espetáculo trata de uma fábula sobre a importância de se fazer escolhas e com isso amadurecer. O livro descreve o processo de guerrear sem a conotação da violência, mas ressaltando que é da natureza humana ser guerreiro, querer e conquistar através de gestos de amor e apaziguando a ganância”, resumem as atrizes e idealizadoras do projeto Laura Telles e Viviane Netto.

A história conta a vida de Baita, menino pobre, filho de lenhadores, que um dia encontra o velho Kutala, que propõe ensinar-lhe a arte da guerra. Os dois partem e Baita vai viver uma série de experiências, desde aprender a cuidar de animais até ser vendido como escravo. Enquanto cresce, Baita vai aprendendo a lutar e até mesmo a trapacear. Acumula poder e prestígio. Chega a chefe dos exércitos. Mas então ele deixa de ter o prazer da guerra e volta à sua aldeia, ao recomeço.

No palco, os três atores são ora narradores, ora personagens da história de Baita. Representado por um boneco, concebido e confeccionado pela aderecista Clívia Cohen, e manipulado pelo elenco, Baita vai aos poucos se transformando de menino em adulto, até envelhecer. O espetáculo mescla aspectos artesanais da encenação a recursos tecnológicos como a projeção de imagens. As ilustrações criadas por Rodrigo Pádua e a animação videográfica a pelos irmãos Rico e Renato Vilarouca, é parte integrante da história, com a qual o elenco interage durante todo o espetáculo.

“Trata-se de mesclar a ideia mais simples de brincar e contar uma história, utilizando o próprio corpo dos atores, sem truques, onde tudo é revelado, com uma encenação mais moderna e tecnológica, que se aproxima da magia do cinema, onde é possível subverter o tempo, o tamanho e o próprio espaço”, define a diretora, Duda Maia.

O espetáculo, que conta com direção musical de Beto Lemos, iluminação de Renato Machado e figurinos de Mauro Leite, fica em cartaz até 8 de janeiro de 2017.

Viviane Netto, atriz

Natural do Rio de Janeiro, Viviane é formada em Artes Cênicas tanto pela UniverCidade como pela Casa de Artes Laranjeira – a CAL. Trabalha como atriz há 8 anos e com produções ligadas ao público infanto-juvenil há 6. Suas principais peças infantis foram “Mirona um desconto de fadas” (2001) e “Mágico de Oz (2002)”. Além disso, é dubladora de filmes e desenhos animados, e realizou participações especiais na Rede Globo, em novelas como Chocolate com Pimenta, Alma Gêmea e Titi. Fundou a Cia de Teatro Infantil Histórias pra Boi dormir. Foi indicada, em 2012, para o prêmio infantil ZilkaSalaberry, como melhor atriz.

Laura Teles, atriz

Nasceu em Cuiabá/MT e se formou em Artes Cênicas pela Faculdade de Artes do Paraná. Contadora há mais de 10 anos, iniciou suas atividades como voluntária da Biblioteca Pública de Curitiba, e prosseguiu atuando junto à feiras de livros e escolas da rede municipal. Em arte-educação trabalhou em 2000 na Fundação Cultural de Curitiba, e em 2001 foi professora de Artes Cênicas do SESC/PR. Além disso, atuou por 5 anos em peças de obras literárias da UFPR, Fundou a Cia de Teatro Infantil Histórias pra Boi dormir. Em 2012 foi indicada para o prêmio infantil ZilkaSalaberry, como melhor atriz.

Leonardo Miranda, ator

É autor, ator, palhaço, diretor musical, poeta, vídeo-maker, designer, produtor de arte: assim é LEONARDO MIRANDA, homem de múltiplos talentos e múltiplas realizações nas mais diversas áreas artísticas, tanto no Brasil quanto no estrangeiro. Portugal, França e Estados Unidos já tiveram a oportunidade de conhecer o talento desse verdadeiro multimídia brasileiro. No palco, apresentou-se com ator/cantor e músico em importantes produções, como “O Rei da Vela”, com a Cia. Dos Atores, “A Caolha”, “Cabaré dos Ruim”, “Mamãe Não Pode Saber”, “Ariano”, “Morte e Vida Severina”, “Fica Comigo Essa Noite” e “Auto de Natal Excêntrico”.

Renato Luciano, adaptação e assistência de direção

Ator, cantor, compositor e escritor. No ano de 2013 chega a cidade do Rio de Janeira para integrar o elenco do espetáculo Gonzagão – A Lenda dirigido por João Falcão. No mesmo ano participou da série “Louco por Elas” da rede globo como roteirista. Nos anos seguintes escreveu o longa metragem “O Perfume da memória” juntamente com Oswaldo Montenegro e Raique Macal e atuou nos espetáculos a Ópera do Malandro e Auê dirigido por Duda Maia.

Duda Maia, direção

Duda Maia é formada pela Escola de Dança Angel Vianna. Em 2012 dirigiu o infantil Uma Peça Como Eu Gosto, com este espetáculo ganhou o prêmio de melhor direção – Prêmio Zilka Sallaberry de 2012. Dirigiu o musical “Clementina, Cadê Você?”, que estreou em outubro de 2013. Em 2014, dirigiu o “A Dona da História”, com a Duas Companhias, grupo profissional com sede na cidade de Recife que este ano completou 10 anos em 2014. Em 2014, fez a Direção de Movimento de “Fala Comigo Como a Chuva e Me Deixa Ouvir”, espetáculo de Ivan Sugahara, trabaho que rebebeu a indicação de Melhor Direção de Movimento na categoria especial do Prêmio Cesgranrio 2014. Fez a direção de movimento do espetáculo “Beija-me Como Nos Livros”, que estreou no CCBB em 2015. É diretora do espetáculo AUÊ, da “Barca dos Corações Partidos”, está indicado pelo Prêmio CesgranRio, Prêmio Shell e Botequim Cultural como Melhor direção. Atualmente, dirige o espetáculo infanto-juvenil, “A Gaiola” de Adriana Falcão.

Rico Vilarouca, videografismo, projeções e programação visual

É reconhecido por trabalhos realizados na cena teatral carioca na área de videografismo e animação gráfica tem do assinado vários trabalhos, entre eles: Tim Maia, Vale Tudo – O Musical de João Fonseca, Algumas Aventuras das 20.000 Mil Léguas Submarinas da Sarau Agência, Um navio no espaço ou Ana Cristina César, e Histórias de Amor Líquido , e JT Leroy – Um Conto de Fadas Punk com direção de Paulo José, A Marca D`água e Antes da Coisa Toda Começar – do grupo Armazém com direção de Paulo de Moraes, O Outro Van Gogh com direção de Paulo de Moraes e atuação de Fernando Eiras, Era Uma vez…Grimm com direção de José Mauro Brant, Two Roses For Richard III direção de Claudio Baltar e Fabio Ferreira

FICHA TÉCNICA:

Guerra dentro da gente

Baseado na obra homônima de Paulo Leminski

Direção e Roteiro: Duda Maia

Adaptação do texto e assistência de direção: Renato Luciano

Elenco: Leonardo Miranda, Laura Telles e Viviane Netto

Trilha Sonora Original: Beto Lemos

Músicas cantadas: Renato Luciano

Bonecos: Clívia Cohen

Iluminação: Renato Machado

Figurino: Mauro Leite

Ilustrações: Rodrigo Pádua

Videografismo, Projeções e Programação visual: Rico Vilarouca e Renato Vilarouca

Animação: Rodrigo Pádua, Rico Vilarouca e Renato Vilarouca

Produção: Palavra Z Produções Culturais

Direção de Produção: Bruno Mariozz

Realização: Cia Histórias Pra Boi Dormir

SERVIÇO:
Temporada: Até 8 de janeiro de 2017
Horários: sábado e domingo, às 16h

Ingresso: R$ 20,00 – inteira

R$ 10,00 – estudante, sênior acima de 65 anos

Bilheteria: de terça a domingo, de 14h às 20h

Vendas online: www.ingresso.com

Duração: 60min
Capacidade: 63 lugares

Classificação indicativa: livre
Local: Oi Futuro Flamengo

Endereço: R. Dois de Dezembro, 63

Tel: (21) 3131-3060

oifuturo.org.br

Acesso para portadores de necessidades especiais

 

Deixe uma resposta