Inundações no Sul da Ásia já afetam 24 milhões de pessoas

As graves inundações que atingem países do Sul da Ásia – Índia, Nepal e Bangladesh – já afetaram 24 milhões de pessoas, o pior desastre do tipo sofrido pela região em décadas, disse nesta terça-feira (22) a Federação Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho (FICR). A informação é da Agência EFE.

A organização humanitária também revisou para cima o número de mortos e afirmou que eles já são mais de 700.

“Comunidades inteiras estão isoladas. A única maneira de enviar ajuda a eles é por barco. Várias delas estão ficando sem alimentos”, disse em uma entrevista coletiva em Genebra o responsável por programas e operações da FICR, Jagan Chapagain.

O diretor da organização afirmou que a situação está “de mal a pior” nos três países, onde as prioridades são o envio de água potável e a atuação de médicos para evitar surtos epidêmicos.

Para lidar com a tragédia, a FICR lançou um pedido de US$ 7 milhões para o Nepal e Bangladesh. A entidade está financiando as operações nos dois países e na Índia com recursos de um fundo para emergências.

A água parada é o local adequado para a multiplicação dos mosquitos transmissores de malária e dengue. Além disso, ela gera a condição para a aparição de doenças que provocam diarreia.

“No Nepal, as águas estão baixando. Nossas equipes encontram comunidades que perderam suas casas, seus documentos, tudo. O número de pessoas afetadas aumenta a cada hora, à medida que as águas avançam para o sul”, explicou o diretor da FICR.

Nas áreas de baixa altitude de Bangladesh, os funcionários do Crescente Vermelho descreveram as inundações como as piores já sofridas pelo país na história.

Agência Brasil

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*