Itália faz ato por Dia de Combate à Violência contra Mulher

No Dia Internacional da Violência contra a Mulher, lembrado nesta sexta-feira (25), eventos marcarão a data na Itália. Uma manifestação em Roma neste sábado (26) vai alertar a sociedade italiana sobre as constantes agressões dos homens às mulheres. A informação é da Agência Ansa.

Segundo dados oficiais do Instituto de Estatísticas Italiano (Istat), cerca de 7 milhões de pessoas já relataram ter sofrido alguma forma de abuso ou violência – seja verbal ou física. A polícia informa que até 25 de novembro deste ano foram registrados 100 feminicídios – 25 nos últimos quatro meses.

Ainda de acordo com o Istat, outro fenômeno que preocupa é o chamado stalking, a perseguição constante de uma pessoa contra outra, que pode ser ou não conhecida. São 3,4 milhões de italianas que relataram terem sido vítimas de stalking, sendo que em 78% dos casos elas eram alvos de ex-companheiros. Oito entre dez não foram buscar ajuda da política.

No Brasil, a situação não é diferente. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, uma mulher é abusada sexualmente a cada 11 minutos. A representante da ONU Mulheres no Brasil, Nadine Gasman, ressaltou que o Brasil tem 45 mil casos de estupro por ano, sendo que 5 mil mulheres são assassinadas periodicamente no país. –

Lotteria d’Arte

Na Itália, no domingo (27), será realizado um sorteio batizado de “Loteria d’Arte”. Ao todo, dez artistas que vivem em Roma, Paris e Nova York doaram uma de suas peças para arrecadar fundos que serão doados a centros que atendem mulheres vítimas de violência e que atuam no combate aos crimes contra elas.

Evita Andujar, Lucianella Cafagna, Chiara Caselli, Benedetta Jacovoni, Cecilia Luci, Made in Testaccio, Julie Polidoro, Vera Rossi, Marina Sagona e Pilar Saltini decidiram batizar o evento de “Pia dei Tolomei”, uma célebre personagem que apareceu na história “Purgatório”, de Dante Alighieri. Os bilhetes para quem quiser participar custam 10 euros.

ANSA

Deixe uma resposta