Italiano mata filhos a marteladas e pula de penhasco

Duas crianças foram encontradas mortas nesta segunda-feira (27) em um apartamento em Trento, na Itália. A polícia acredita que os bebês de 2 e 4 anos de idade tenham sido assassinados a marteladas pelo próprio pai, que se suicidou pulando em um penhasco.

O caso ganhou destaque em toda a imprensa italiana nesta manhã e gerou grande repercussão nas redes sociais. A mãe das crianças. Sara Failla, foi quem deu o alerta para a polícia e agora passa por interrogatório. O corpo do pai, identificado como Gabriele Sorrentino, um ex-policial que trabalhava atualmente como operador financeiro, foi achado em um penasco de Sardagna, uma zona montanhosa que fica a 10 minutos de carro do centro de Trento. Ele teria se jogado de uma rocha que fica perto do Hotel Panorama, estrutura turística em estado de abandono.

O carro do italiano foi encontrado na zona. O casal teria outra filha, uma menina de 13 anos, que estaria em viagem escolar e, portanto, não presenciou o crime. Vizinhos do italiano contaram que ele “aparentava ser uma pessoa normal” e tinha intenção de comprar o imóvel onde o crime ocorreu. O apartamento fica em um condomínio no bairro de Albere projetado pelo renomado arquiteto Renzo Piano.

A mãe confirmou a versão, relatando que o documento de compra do imóvel deveria ser assinado hoje. Ela teria deixado os filhos com o marido por um momento enquanto resolvia assuntos na rua e encontrou as crianças mortas ao voltar para casa. A polícia investiga as motivações do crime e se o italiano passava por dificuldades econômicas, inclusive relacionadas com a compra do apartamento.

ANSA

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*