Ivo Meirelles lança ‘O Funk’n Lata vai tocar’, segunda música em homenagem ao grupo, com participações internacionais

A faixa, que resgata gravação de 2004 com músicos da banda holandesa Bernie's Lounge e tem vocais do Grupo Bom Gosto, está disponível a partir do dia 22 e é parte do álbum que tem participações de Seu Jorge, Gilberto Gil, Carlinhos Brown, Samuel Rosa, Sandra de Sá, Elba Ramalho, Leandro Lehart e Molejo

Capa do álbum em homenagem ao Funk'n lata. Dan Pinheiro/ Divulgação
Capa do álbum em homenagem ao Funk’n lata. Dan Pinheiro/ Divulgação

Após lançar “Mangueira” no início de novembro, ao lado de Seu Jorge, Ivo Meirelles volta a botar a galera para dançar com “O Funk’n Lata vai tocar“,  segunda música da série de homenagens ao seu famoso grupo criado nos anos 90. A nova faixa traz uma gravação feita na última turnê europeia do Funk’n Lata, em 2004, com músicos do Bernie’s Lounge, da Holanda, renovada por vocais do Grupo Bom Gosto, e está disponível a partir do dia 22 dezembro, nas plataformas digitais.  

– Durante a nossa passagem pela Europa resolvemos gravar algumas musicas por lá. Conhecemos os talentosos músicos da banda Bernie’s Lounge e gravamos quatro faixas com eles. Uma delas é “O Funk’n Lata vai tocar”. Depois desse tempo todo, achei que precisava, também, de um registro brasileiro e para dividir os vocais convidei a rapaziada do Grupo Bom Gosto. Juntas, essas duas participações maravilhosas do Bernie’s Lounge & Grupo Bom Gosto dão o sotaque internacional para essa faixa brasileiríssima – conta Ivo Meirelles, sobre a faixa tem Janfie van Strien no alto sax, David Beukers no tenor sax, Dominique Brackeva no trombone, Mark Tuinstra na guitarra e Jasper de Beer no baixo.

A música, que fala do brasileiro que “na rotina do impossível passa o dia inteiro, com a utopia de que está tranquilo, que vai melhorar”, faz parte de uma série de duetos que Ivo realizou para festejar e relembrar o grupo. O Funk’n Lata lançou moda ao misturar elementos tradicionais de samba com outros ritmos que também agitavam os morros do Rio, como o funk, o rap e o soul.

A nova canção também é uma homenagem a um músico do grupo que faleceu durante uma turnê.

– O solo de guitarra eu dedico ao Jorginho Pipito, que faleceu na Alemanha, durante o tour 2002, de insuficiência pulmonar. Ele estava com pneumonia, mas insistiu pra que o levássemos. Não queria ficar no Morro da Mangueira com a banda em turnê pela Europa. Após uma consulta ao médico ele foi autorizado a ir, mas após o longo período de voo, chegou lá debilitado. Fez apenas um show e, por fraqueza, não mais conseguia sair do hotel. O internei em um hospital em Stuttgart e por lá ele ficou uns 40 dias internado, até falecer.

Além de “Funk’n Lata vai tocar” e “Mangueira” – esta última dueto com Seu Jorge, disponível desde 10 de novembro, e que foi a estreia da série de homenagens ao Funk n Lata – Ivo gravou com Gilberto Gil, Carlinhos Brown, Samuel Rosa, Sandra de Sá, Elba Ramalho, Leandro Lehart e Molejo, entre outros, e pretende disponibilizar os hits separadamente na web, os reunindo depois em um álbum – chamado #21 –  com 14 faixas que revivem o Funk’n  Lata.

Algumas canções, como é o caso de “Mangueira”, ganharão videoclipes.

– Quando resolvi parar de fazer shows com o Funk’n Lata vi surgirem bandas com o mesmo formato e repertório, e crescer um segmento (formato) que eu inventei. Na época a rapaziada da banda me questionava sobre o término do grupo justamente naquele momento de ascensão do formato. Eu estava tão envolvido com outras coisas que deixei o tempo passar. Esse CD estou fazendo para eles e por eles. É meio que um pedido de desculpas”, conta Ivo Meirelles. 

Ouça aqui: https://onerpm.lnk.to/OFunkNLataVaiTocar

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*