Jackie Kennedy: elegância atemporal

Primeira-dama mais copiada e admirada por sua discrição para se vestir,  Jackie Kennedy  tornou-se emblemática por causa de peças e acessórios como, por exemplo, o tailleur de tweed em aparições formais e o trench coat para o dia a dia, além dos óculos e lenços na cabeça.                          

 A qualquer momento, ela poderia surgir com seus inseparáveis óculos grandes e o lencinho amarrado na cabeça nos anos 60.

Nessa época, Jacqueline se tornou primeira-dama e era reconhecida pelo seu guarda-roupa. Na lista de seus estilistas estavam modelos de Coco Chanel e Christian Dior e os lenços de seda que completavam os seus looks. Os modelos usados por ela eram mais formais, e os conjuntinhos eram escolhas constantes da primeira-dama, que completava a produção com chapéus ou boinas, na mesma estampa da roupa, e pares de luva. Sempre muito charmosa!

Em seu segundo casamento, nos anos 70, ela era conhecida como Jackie O, dona de um guarda-roupa leve e casual: os óculos ficaram ainda maiores e podiam ficar sobrepostos aos lenços na cabeça (que cobriam completamente seus cabelos). Os lenços de tons terrosos e com padronagens invernais eram usados nos dias mais frios. Já os modelos coloridos e de motivos alegres, nos mais quentes. Após sua segunda viuvez, Jackie deixa os lenços e chapéus de lado para, em meados dos anos 70, se tornar editora da Viking Press, que depois se transformou na Doubleday. Ela trabalhou até poucos dias antes de sua morte e continua, até hoje, referência em estilo e elegância.  

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*