Joana Maranhão diz que “chorou de alívio” após saber da prisão de presidente da CBDA

A nadadora Joana Maranhão comentou em uma rede social a prisão de quatro dirigentes da Confederação Brasileira de Desportes Aquáticos (CBDA) por acusação de desvio de verba pública na entidade. Entre os detidos está Coaracy Nunes, que durante 28 anos presidiu a entidade.

“Chorei de alívio. Vocês não têm ideia de como esperei por isso”, escreveu. Ela ainda ironizou, dizendo que não ficou surpresa com as prisões feitas pela Polícia Federal na Operação Águas Limpas.

“Acabei de sair da água. Celular cheio de ligação e mensagem. Era novidade pra vocês que eles estavam desviando grana? Pra mim não. “E afirmo: não era novidade para NINGUÉM. E repito: quem se calou sempre foi conivente”, completou a nadadora.

Os detidos são Coaracy Nunes Filho, afastado da presidência da CBDA em fevereiro por improbidade administrativa, o diretor financeiro da entidade, Sérgio Ribeiro Lins de Alvarenga, o coordenador de polo aquático, Ricardo Cabral, e o gerente de natação, Ricardo de Moura, este considerado o braço-direito de Coaracy.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here