Justiça decreta prisão de envolvidos em furto de combustível da Petrobras

Foto: Reprodução/Google Maps

A juíza Amália Regina Pinto, da 3ª Vara Criminal de Duque de Caxias, no estado do Rio de Janeiro, decretou a prisão preventiva de 11 acusados de formarem uma quadrilha especializada em furto de combustível de oleodutos da Petrobras, na Baixada Fluminense. A quadrilha é acusada de desviar 14 milhões de litros de combustível em 1 ano, causando um prejuízo superior a R$ 33 milhões. 

A magistrada aceitou denúncia do Ministério Público contra o grupo que negociava o combustível furtado em postos de gasolina, alguns de propriedade de  integrantes da gangue. Durante as investigações e a pedido das autoridades policiais, a juíza Amália Regina expediu mandados de busca e apreensão para a apreensão dos caminhões utilizados pela quadrilha para o transporte do combustível furtado, inclusive, para outros estados, além de telefones celulares, notebooks e celulares. A prisão foi decretada na noite de ontem (16).

Os denunciados são Denilson Silva Pessanha, vulgo “Maninho” ou “Carioca”; Roniery de Oliveira Alves, “Roni”; Enderson da Silva dos Santos; Sularman de Oliveira, “Sula”; Jane Pereira, Charles Augusto Ponciano; Renato Tavares de Oliveira; Renato Junior Santos de Oliveira, “Renatinho” ou “Paulista; Jaredes Bastos dos Santos Junior; Carlos Alberto Ferreira, “Beto Cabeça” e Adenir de Carvalho. Uma audiência de instrução já foi marcada para 17 de maio, às 15h.

Agência Brasil

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*