Misanthrofreak na Sede das Cias

Foto divulgação

O sentimento de isolamento e aversão social que o ator e diretor Rodrigo Fischer, fundador do grupo brasiliense Desvio, experimentou nos meses em que viveu em Nova York, em 2013, foi inspiração para o espetáculo “Misanthrofreak” (mistura de “misantropia” com “freak”), que tem apresentações até domingo na Sede das Cias.

No monólogo, que estreou nos Estados Unidos e passou por Belo Horizonte e São Paulo, Rodrigo dá vida a um personagem solitário. Ele interpreta um ator que tenta contar uma história enquanto, sozinho no palco, opera com um controle de wii todos os elementos em cena: a luz, o som e as projeções de imagens em um telão. Mas tudo dá errado e não existe história, e sim uma sucessão de fracassos.

— Trabalhando na fronteira entre a realidade e a ficção, o espetáculo é, na verdade, uma investigação sobre os meus fracassos, na vida e como criador. Em uma cena em que interajo com uma boneca inflável, por exemplo, está ali a minha relação com o amor e a solidão — diz Fischer, que na montagem explora diferentes recursos tecnológicos e mídias e também investiga as fronteiras da atuação e da estética entre o cinema e o teatro.

Texto, direção e atuação: Rodrigo Fischer.

Serviço:

Sede das Cias  – Escadaria Selarón – Rua Manuel Carneiro  12 – Lapa

Datas: De 16 dez 2016 até 18 dez 2016
sex e sáb 20h | dom 19h
R$ 20

Tempo de Duração: 55 minutos
Classificação: Não recomendado para menores de 12 anos

Informação: (21)2137.1271

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here