Morre no Rio a atriz Neuza Amaral

A atriz Neuza Amaral, de 86 anos, morreu na manhã de quarta-feira (19) no Hospital São Vicente de Paulo, na Tijuca, zona norte do Rio, onde estava internada desde sábado (15). De acordo com nota divulgada pelo hospital, ela morreu em decorrência de um quadro compatível com embolia pulmonar.

Paulista da cidade de São José do Barreiro, onde nasceu em 1º de agosto de 1930, Neuza Gouveia da Silva do Amaral era filha de pais analfabetos e começou a trabalhar aos 12 anos, quando já vivia no Rio de Janeiro, entregando marmitas. Iniciou sua carreira de atriz nos anos 50, na Rádio Tupi do Rio, e depois transferiu-se para São Paulo, onde atuou na Rádio Record.

Em 1957 ingressou na televisão, trabalhando como atriz e locutora nas TVs Record e Excelsior, onde participou da primeira novela diária da televisão brasileira, 2-5499 Ocupado. Dez anos depois, de volta ao Rio, ingressou na TV Globo, onde seu primeiro papel de destaque foi a vilã Veridiana Medeiros, na novela A Grande Mentira (1968).

As novelas Os Ossos do Barão, Fogo sobre Terra, Bravo!, Cabocla e Plumas & Paetês foram algumas em que atuou Neuza Amaral, que somou em sua carreira 46 trabalhos na televisão. No cinema, trabalhou em 22 filmes, entre eles, Memórias de um Gigolô (1970), Os Machões (1972), Dedé Mamata (1987) e O Que É Isso, Companheiro? (1997).

Nos anos 90, Neuza Amaral foi eleita vereadora no Rio de Janeiro e se afastou, gradativamente, da televisão para se dedicar à política. Nos últimos anos, vivia na cidade de Araruama, na Região dos Lagos fluminense.

Convertida ao judaísmo, Neuza Amaral será sepultada amanhã (20), às 10h, no Cemitério Israelita de Belford Roxo, na Baixada Fluminense. A atriz deixou um filho e dois netos.

Agência Brasil

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*