MP investiga suposto tratamento privilegiado a Garotinho em hospital

A 7ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa da Cidadania da Capital, do Ministério Público (MP), instaurou nesta sexta-feira(18) um procedimento preparatório de inquérito civil sobre o suposto tratamento privilegiado recebido pelo ex-governador Anthony Garotinho e seus familiares no Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro do Rio.

De acordo com o órgão, o objetivo da investigação é saber se houve improbidade administrativa, com violação do princípio constitucional da impessoalidade.

Ainda segundo o procedimento, a Promotoria determina que o secretário municipal de Saúde e a diretoria do hospital prestem esclarecimento sobre o caso. Também é determinado o envio do prontuário médico do ex-governador, no prazo de 20 dias, e solicita, entre outras medidas, que o Grupo de Apoio Técnico Especializado do MP (GATE Saúde) realize diligência no hospital para questionar os profissionais sobre o tratamento dispensado a Garotinho.

Ontem, aos gritos, o ex-governador foi transferido para o Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste, depois de uma decisão do juiz Glaucenir Silva do Oliveira.  

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here