Municípios do Rio recebem 1 milhão de doses da vacina contra a febre amarela

O Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro entregou na tarde desta quinta-feira (16), de helicóptero, no município de Casimiro de Abreu (RJ), um lote com 1 milhão de doses da vacina da febre amarela que foi solicitado nesta quarta-feira (15) ao Ministério da Saúde em caráter emergencial.

O pedido foi feito pela Secretaria Estadual de Saúde após a confirmação dos dois primeiros casos de febre amarela no Rio de Janeiro. As doses serão distribuídas entre os 25 municípios da região considerados estratégicos para impedir a propagação do vírus no estado.

O pedreiro Watila Santos, 38 anos, morador da região rural de Casamiro e Abreu, morreu no último sábado (11) vítima da febre amarela. O outro paciente, Alessandro Valença Couto, 37 anos, também morador da mesma região, está internado no Hospital dos Servidores do Estado (HSE), na capital.

O secretário estadual de Saúde, Luiz Antônio Teixeira Jr, disse que “com o apoio do Corpo de Bombeiros e da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural [Emater], agentes municipais de saúde poderão chegar aos locais de difícil acesso, como aqueles que vivem nas áreas rurais e nas proximidades das matas”.

O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil estaduais participam da força-tarefa do governo na campanha de vacinação. Militares e viaturas serão utilizados para o deslocamento das equipes de saúde dos municípios, especialmente nas zonas rurais. De acordo com o subsecretário de Vigilância em Saúde, Alexandre Chieppe, é fundamental que os profissionais de saúde estejam atentos às contraindicações da vacina, para evitar possíveis efeitos adversos.

“Nossa orientação é para que sejam observadas as contraindicações e que, em casos específicos, as avaliações sejam feitas de forma individualizada, como, por exemplo, a vacinação de pessoas acima dos 60 anos de idade. Estaremos à disposição dos municípios para dar o apoio técnico e passar as informações necessárias. É importante lembrar que estamos falando da febre amarela silvestre, transmitida por vetores presentes em ambientes de mata ou ainda em áreas rurais. Quem vive nestas regiões deve ter prioridade para a vacinação”, explicou Chieppe.

Convocação

Para um melhor controle de triagem, a partir de amanhã (17), as vacinas contra febre amarela serão aplicadas nos postos de saúde, Hospital Municipal e Hospital de Campanha de Casimiro de Abreu. As escolas, antes anunciadas como locais de imunização, não farão mais parte dos pontos de vacinação. Até às 15h de hoje (16), 17 mil pessoas já haviam sido vacinadas em todos os distritos de Casimiro de Abreu, que tem cerca de 30 mil moradores.

A prefeitura da cidade está convocando médicos e enfermeiros para o serviço voluntário no mutirão de vacinação contra a febre amarela. Os profissionais devem comparecer a uma unidade de saúde do município com um documento de identificação profissional.

Agência Brasil

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*