Na entrada das provas, candidatos temem matemática e redação

Candidatos de todo o país participam nesse domingo (6) do segundo e último dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Hoje, durante as cinco horas e 30 minutos de exame, os candidatos farão as provas de linguagens, códigos e suas tecnologias, matemática e a redação.

Isabella Oliveira já faz o curso de serviço social em uma instituição particular e está fazendo a prova para tentar uma vaga em uma universidade pública. Ela chegou a um dos locais onde o exame está sendo aplicado na capital Federal confiante para a etapa de hoje. “A expectativa é a melhor de todas. Eu amo matemática e tenho certeza que vou tirar nota boa em redação”.

Mas se para Isabella a prova de matemática não é a mais temida, para outros candidatos, ela pode ser a mais difícil desse segundo dia de exame. A estudante Júlia Faria também já é universitária, mas quer estudar em Brasília e está fazendo o exame pela quarta vez. “ O problema de matemática é que as questões são complexas e realmente tem a questão de falta de tempo. A redação, sabendo um pouco sobre o tema você consegue desenvolver mas matemática, o tempo peca bastante”. A candidata achou a prova de ontem tranquila e acredita que a de hoje será mais difícil. “Acho que eles vão pegar pesado porque ontem estava muito fácil”, disse. Para ela, a prova mais difícil de ontem foi a de química.

Talita Turpo está fazendo o Enem pela primeira vez e também estava preocupada com a prova de matemática, que na opinião dela deve ser a mais difícil do dia. A ideia então é garantir boa nota em outras matérias. “A minha expectativa para hoje é me sair bem na redação”. A estudante de 19 anos disse que achou a prova de ontem longa para ser resolvida dentro do tempo estipulado. “Achei a prova simples, apesar de muito longa. A gente não tem tempo de fazer toda a prova, são basicamente 3 minutos para cada questão então é impossível de responder a prova toda confirmando que está certo”.

O estudante Samuel Sena elogiou a prova de ontem e acha que o alto grau de dificuldades das questões é bom para elevar o nível da prova. “Espero que hoje seja no mesmo nível. Até mais difícil, principalmente por ter matemática e literatura”. Apesar da prova de matemática ser temida pela maioria, ele acredita que a prova de literatura deve ser a mais difícil deste domingo.

Experiência

Além dos candidatos que tentam tirar uma boa nota para entrar em uma universidade, alguns fazem o exame para adquirir experiência. A professora Virgínia Dias levou a filha de 15 anos para fazer a prova e testar os conhecimentos. “Ela disse que [a prova de ontem] não estava fácil, mas que não era nada impossível de ser feito”. Para a mãe, a oportunidade de fazer a prova como teste ajuda a adquirir experiência.

“Nesse momento ela tem que adquirir experiência, ver como funciona, a questão de chegar no horário, tempo de prova. Tem que ir acostumando com a prova”.

E não são só os candidatos que ficam nervosos com o exame. Os pais, do lado de fora dos locais de prova, aguardam ansiosos. A bancária Silvane Copio foi levar o filho que está no 3° ano do ensino médio para fazer o exame. “Ontem ele foi bem, fez 80% e está esperançoso para hoje que é de exatas que ele tem mais facilidade. Está preparado, animado”. Mas apesar de ver a animação do filho, ela confessa a ansiedade: “A gente veio caminhando mais para diminuir a ansiedade”

Correção da prova

A partir das 20h, especialistas comentam as provas do Enem ao vivo na TV Brasil, no Portal EBC, na Rádio Nacional, na Rádio MEC AM e pelo Facebook EBC na Rede.

Agência Brasil

Deixe uma resposta