O Escritor gaúcho Rodolfo Londero lança livro na Caixa Cultural sobre Pornografia e Censura

Foto divulgação

Pornografia e censura formam a dose certa da discussão que o escritor e professor gaúcho Rodolfo Londero desenvolve em seu livro “Pornografia e censura: Adelaide Carraro, Cassandra Rios e o sistema literário brasileiro nos anos 1970″(Editora Eduel), que tem lançamento na CAIXA Cultural Rio de Janeiro, no dia 4 de maio, quinta-feira, às 17h. O escritor aproveita sua participação no projeto “Língua Afiada: escritoras tomam a palavra” para o evento literário.

O livro traz uma importante contribuição para o conhecimento sobre as atividades de censura durante o regime militar no Brasil (1964-1985). O ensaio apresenta uma reflexão teórica e crítica, visando contribuir para o desenvolvimento dos estudos sobre a censura brasileira a livros pornográficos. Para tanto, discute teorias da pornografia e, sobretudo, o sistema literário e o surto censório durante o governo Geisel, detendo-se, também, na herança conspiratória e na busca por legitimidade por parte da censura.

No mesmo dia, às 18h30, além do escritor, as professoras Carla Rodrigues e Margareth Rago também participam da mesa “Expressões libertárias: anarquismo e literatura erótica e pornográfica”, com mediação de Adriana Azevedo.

Rodolfo Londero é jornalista, professor adjunto da UEL (Universidade Estadual de Londrina) e pós-doutor especializado em teorias da publicidade, ficção cyberpunk e pós-modernismo.

Serviço:

Lançamento do livro “Pornografia e censura: Adelaide Carraro, Cassandra Rios e o sistema literário brasileiro nos anos 1970” no ciclo de palestras “Língua Afiada: escritoras tomam a palavra”.

Autor: Rodolfo Rorato Londero

Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Foyer superior

Endereço: Av. Almirante Barroso, 25 – Centro (Metrô e VLT: Estação Carioca)

Data: 4 de maio(quinta-feira)

Horário: 17h

Editora: Eduel – Editora da Universidade Estadual de Londrina (www.eduel.com.br/)

Preço do livro: R$ 40,00

Entrada franca

Acesso para pessoas com deficiência

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*