OMS rebaixa zika de nível de ‘emergência internacional’

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou nesta sexta-feira (18) que a epidemia do zika vírus não é mais “uma emergência de saúde pública internacional”. Mesmo rebaixando o zika vírus de categoria de risco, a OMS alertou que o surto da doença ainda exige “medidas a longo prazo”.

“O vírus zika e as consequências associadas continuam sendo um desafio duradouro de saúde pública, exigindo ação intensa”, disse o Comitê de Emergência da OMS. “Não estamos diminuindo a importância do zika ao colocá-lo como um programa de trabalho mais longo, estamos enviando uma mensagem de que o zika está aqui para ficar”, afirmou a OMS.

Declarado em fevereiro, o alerta de emergência internacional do zika vírus durou cerca de nove meses. No entanto, a epidemia começou a ser constatada bem antes na América Latina, onde o surto foi maior. O ministro da Saúde brasileiro, Ricardo Barros, tinha dito mais cedo nesta sexta-feira que o status emergêncial do zika vírus será mantido no país. Ele também anunciou novos critérios e exames que devem ser aplicados em gestantes e bebês.

As formas de contágio, assim como as consequências do zika vírus, ainda continuam sendo analisadas por pesquisadores nacionais e internacionais. Uma das sequelas em bebês de mães que tiveram zika é a microcefalia.

ANSA

Deixe uma resposta