Operação Carnaval no Rio terá reforço dos principais órgãos de segurança

Órgãos municipais, estaduais e federais de segurança pública no Rio de Janeiro contarão com reforço nos contingentes e intensificarão suas ações durante a operação especial de carnaval, que começou hoje (9) e se estende até Quarta-Feira de Cinzas (14). A Secretaria Estadual de Segurança Pública (Seseg) divulgou nesta sexta-feira (9) um balanço das operações, centralizadas no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC). A operação será retomada no sábado dos desfiles das escolas campeãs, em 17 de fevereiro.

A Polícia Militar terá um contingente de 17 mil policiais a mais para patrulhar a cidade, os blocos de rua e a Marquês de Sapucaí, conforme divulgado quinta-feira (8) 1 .

A Polícia Civil levará agentes da Delegacia da Cidade Nova (6ª DP) ao Sambódromo, para atender ao público que assistirá os desfiles, e terá policiais civis bilíngues de plantão na Delegacia Especial de Apoio ao Turista, no Leblon.

Nos dias de desfile na Sapucaí, o Corpo de Bombeiros vai posicionar viaturas de atendimento pré-hospitalar e de combate a incêndio em locais estratégicos do Sambódromo. Haverá equipes na Sapucaí e no entorno, na concentração, no Juizado de Menores, na tribuna de imprensa, na Rua Benedito Hipólito, nas arquibancadas e frisas e na dispersão.

Segundo a Secretaria Estadual de Segurança Pública, a Polícia Federal (PF) fará a segurança de dignitários e fiscalizará empresas de segurança privada. Além disso, estará de prontidão o Grupo de Pronta Intervenção da PF do Rio (GPI/PF/RJ). Já a Polícia Rodoviária Federal (PRF), reforçará o policiamento das principais rodovias, utilizando radares portáteis, etilômetros, viaturas operacionais, motocicletas e um helicóptero.

Por sua vez, a Guarda Municipal terá equipes na área do Sambódromo e também empregará agentes no patrulhamento dos desfiles das escolas de samba das séries B e C, na Estrada Intendente Magalhães, na zona norte, e nos principais blocos de rua.

A secretaria ainda destaca que “uma campanha informativa e de conscientização dos foliões poderá ser vista nas ruas e nas redes sociais, por meio das hashtags #CarnavalSeguro e #FoliãoConsciente”.

No Facebook, Twitter e Instagram das instituições envolvidas há informações relativas a uma série de temas importantes, como assédio, racismo, homofobia e cuidados com crianças.

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*