Operação no Jacarezinho prende suspeitos

Foto: Divulgação

Policiais da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), com apoio da DRF, em diligências no entorno da comunidade do Jacarezinho, prenderam em flagrante, na tarde desta quinta-feira (17), Leonardo Magno Salazar Andrade (22 anos) e Ruan Carlos da Silva Oliveira (28 anos), quando estes empreendiam fuga da referida comunidade, por conta de uma operação da CORE.

De acordo com informações, os dois criminosos fazem parte de uma quadrilha especializada em roubos a motoristas do aplicativo UBER e, com eles, foram apreendidos aparelhos de telefones celular de vítimas que haviam sido roubadas nesta madrugada.

As vítimas compareceram na especializada e os reconheceram prontamente como sendo os responsáveis pelo roubo e também  relataram que ficaram horas em poder dos dois criminosos e foram liberadas posteriormente.

Leonardo e Ruan admitiram a autoria dos roubos e disseram que são obrigados a dar parte dos produtos roubados para o chefe do tráfico do Jacarezinho, ora identificado como Paulo Henrique Godinho dos Santos, vulgo PH, que empresta o armamento para o cometimento dos delitos. Ambos irão responder pelos crimes de roubo triplamente majorado e receptação.

Nesta mesma operação, policiais da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD) localizaram, na UPA de Manguinhos, Moisés Martins Alves (28 anos), o qual foi baleado em um confronto com policiais da CORE, na Rua da Feira.

De acordo com informações, Moisés conduzia uma motocicleta roubada na área da 20ª DP (Vila Isabel), que foi recuperada e estava portando uma pistola. No momento em que deu entrada no hospital, o criminoso disse que era pedreiro, o que está sendo divulgado erroneamente por alguns veículos de imprensa.

Ele possui anotações criminais por tráfico e associação para o tráfico de drogas e foi preso em flagrante pelos mesmos crimes e pela receptação do veículo roubado.

As equipes da especializada obtiveram  imagens que comprovam todo o trajeto feito por Moisés até a chegada ao referido hospital e os áudios captados por rádios comunicadores, onde seus comparsas alertam aos demais traficantes que ele foi alvejado em confronto com a polícia, na companhia de outro indivíduo, ainda não identificado, que atirou nos policiais do alto de uma laje e veio a óbito. O  corpo deste último criminoso foi deixado por comparsas na UPA de Manguinhos.

Segundo os agentes da Delegacia de Combate às Drogas, na ação, um rapaz foi morto na comunidade. O nome da pessoa ainda não foi revelado. Ele teria atirado nos policiais do alto de uma laje. 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*