Paris prende 4 pessoas suspeitas de terem ligação com ataque

Autoridades de Paris prenderam nesta terça-feira (20) quatro familiares do terrorista Adan Lofti Djaziri, que lançou seu carro contra uma viatura da polícia em plena avenida Champs-Elysées ontem (19).

De acordo com a mídia francesa, os presos são o pai de Djaziri, a ex-mulher, um irmão e a cunhada dele. Pouco mais de 24 horas após o ataque, que não resultou em feridos, mais informações sobre o homem que fez a ação foram divulgados.

Sabe-se que Djaziri já tinha a marcação de uma pessoa extremamente perigosa, mas que tinha a autorização para ter posse de arma esportiva até 2020. Ele nasceu na França, tinha 31 anos e era filho de um imigrante tunisiano, Mohamed Djaziri, e de uma mãe polonesa, Edfij Paflanti.

Ele havia sido notificado como perigoso também pela polícia da Tunísia, que informou à França sobre a periculosidade de Djaziri em 2013 porque ele era visto com “frequência” em ambientes de extremismo islâmico. Em particular, ele tinha ligações com o grupo declarado terrorista pelas autoridades tunisianas Ansar al-Sharia.

Além disso, os policiais confirmaram que ele tinha “mais de nove mil munições” dentro do veículo, o que indica que ele queria cometer um atentado de grandes proporções. Durante a vistoria em sua casa, foram apreendidos ainda um barril de pólvora, armas e munições.

ANSA

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*