Perícia aponta que um dos tiros que atingiram Maria Eduarda partiu da polícia

Foto: Reprodução / TV Globo

 

Um dos tiros que atingiu a menina Maria Eduarda, morta dentro da escola em Acari, na Zona Norte do Rio, partiu de um dos policiais militares presos na última sexta-feira (31). A informação foi dada com exclusividade no GloboNews, nesta quarta-feira (5).

Peritos já haviam identificado a cápsula como um fuzil 7.62, usado tanto por traficantes, como pela PM. O projétil retirado do corpo então foi comparado com o das armas apreendidas com os agentes e criminosos. 

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*