PF combate fraudes em licitações de obras de asfaltamento no Rio Grande do Sul

Foto: Divulgação/ Polícia Federal

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (7) a Operação Entrega Simulada para desarticular uma organização criminosa especializada em fraudar licitações e execução de obras públicas no Rio Grande do Sul. Mais de 80 agentes cumprem 27 mandados judiciais, sendo nove de prisão, nas cidades de Frederico Westphalen, Seberi, Derrubadas, Vicente Dutra e Barra do Guarita, no Noroeste gaúcho, além da capital Porto Alegre.

Os criminosos fraudaram pelo menos 20 contratos que totalizam mais de R$ 30 milhões, principalmente para asfaltamento de ruas nestes municípios. O prejuízo estimado pela PF é de cerca de R$ 10 milhões.

Segundo a PF, a organização criminosa pesava caminhões carregados com material diverso do contratado e, posteriormente, emitia comprovantes de pesagem para simular a entrega de asfalto nas obras públicas. Em uma das obras investigadas pela polícia, os envolvidos desviaram aproximadamente 400 toneladas de asfalto.

A operação começou em julho do ano passado. Além das fraudes em licitações e execução de obras, a PF apura também a participação dos envolvidos em crimes contra a ordem tributária, sonegação de contribuição previdenciária, estelionato, tráfico de influência, fraude processual, corrupção ativa e passiva, dentre outros crimes.

Os presos e o material apreendido na Operação Entrega Simulada estão sendo encaminhados para a sede da Polícia Federal em Santo Ângelo, também no Noroeste do Rio Grande do Sul.

Agência Brasil

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*