Portal oferece R$ 5 mil por informações de suspeitos envolvidos na morte de agente da PF

Foto: Portal dos Procurados

O Portal dos Procurados divulgou nesta terça-feira (22), um cartaz com recompensa de R$ 5 mil por cada, por informações que levem a prisão dos traficantes Gerson Pereira da Silva, o Pelezinho e Diogo Costa das Neves, o DG ou Lourinho. Eles são os principais suspeitos de envolvimento na morte do agente da Policia Federal Jorge Henrique Santos de Oliveira, que era lotado em uma unidade da PF em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, e estava na corporação havia 17 anos. Ele deixou esposa e uma filha de 22 anos.

O crime aconteceu no fim da noite do último dia 31, após sofrer uma tentativa de assalto. O policial estava no carro com sua esposa e foi atacado por dois homens na Avenida Pastor Martin Luther King, na altura do viaduto de Tomás Coelho, Zona Norte do Rio. A vítima que foi baleado na cabeça, chegou a ser encaminhada para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, mas não resistiu aos ferimentos.

Três dias após a morte do policial, agentes da 44ª DP (Inhaúma), com apoio de equipes da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), realizaram uma operação na Favela da Galinha, para investigar o crime. Na operação foi localizada a motocicleta utilizada pelos criminosos.

Os dois homens que estavam na moto foram detidos, e levados para 44ª DP. Na delegacia, eles teriam apontado Gerson e Diego, como sendo os autores do roubo que vitimou o agente federal. Ainda segundo os detidos, após o crime, os acusados teriam ido para a Favela da Galinha, e contaram com detalhes o roubo, e em seguida, foram para o Complexo do Alemão.

Através do trabalho integrado desenvolvido pela Delegacia de Homicídios e pela 44ª DP, foi apurado que os autores do latrocínio seriam Diogo e Gérson. O Delegado Brenno Carnevalle da DH representou pela prisão dos dois criminosos.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização dos acusados de envolvimento na morte do agente da PF, favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram dos Procurados (21) 96802-1650; pelo Facebook facebook/(inbox), através da mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo aplicativo do Disque Denuncia . O Anonimato é garantido. Todas as informações recebidas estarão sendo encaminhadas para Delegacia de Homicídios (DH Capital), que está encarregada do caso, e também para 44ª DP (Inhaúma).

Deixe uma resposta