Portal oferece recompensa por um dos acusados de envolvimento na morte de PM na Tijuca

Foto: Portal dos Procurados

O Portal dos Procurados divulgou nesta segunda-feira (9) um cartaz de procurado com a foto de Brendon Rodrigues dos Santos, de 18 anos. Morador da comunidade da Mangueira, ele é um dos acusados de matar o policial militar Jefferson Cruz Pedra, morto a tiros no último dia 4 de janeiro, em um assalto a uma joalheria localizada no Tijuca Off Shopping, na Tijuca, Zona Norte do Rio. A recompensa oferecida que leve efetivamente a sua captura vale R$ 5 mil reais.

O crime aconteceu na noite da última quarta-feira (4), após seis criminosos chegarem de motos e armados à joalheria. Logo após o roubo ocorreu um tiroteio. Na ação, o soldado Jefferson Cruz Pedra, de 37 anos, lotado no 18º BPM (Jacarepaguá), acabou levando sete tiros na altura do tórax. O PM chegou a ser socorrido e levado para o Hospital do Andaraí, mas não resistiu aos ferimentos.

Na madrugada deste sábado (7), policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da comunidade da Mangueira prenderam Rhuan de Mello Queiroz, também de 18 anos. Ele faria parte também da quadrilha que roubo a joalheria e matou o policial militar. A Polícia ainda procura identificar e prender outros quatro integrantes da quadrilha.

Ao todo, seis criminosos participaram do assalto. Um dos bandidos aparece nas imagens das câmeras de segurança vestindo um boné vermelho, e logo após aparece atirando contra o PM. Outros quatro aparecem entrando na joalheria, sendo que um deles carrega uma mochila. O quinto integrante, com um pé imobilizado por uma bota ortopédica, fica do lado de fora da loja. O Delegado Assistente da Delegacia de Homicídios da Capital – DH Drº Brenno Carnevale representou pela prisão de Brendon à Justiça.

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização do criminoso Jefferson Machado de Jesus e do menor envolvido, pode denunciar através do Disque-Denúncia (21) 2253-1177. O anonimato é garantido e todas as informações recebidas estarão sendo encaminhadas para Delegacia de Homicídios da Capital (DH), que está encarregada do inquérito criminal.

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here