Presidente da Ferrari projeta recuperação na próxima temporada, após ano “ridículo” da equipe

O presidente da Ferrari, Sergio Marchionne, fez uma autocrítica em relação a temporada de 2016 da sua equipe. A escuderia italiana, uma das mais tradicionais da categoria, não conseguiu chegar nem perto de ameaçar a Mercedes, grande vitoriosa. De acordo com Marchionne, sua equipe chegou ao ridículo de se comparar aos vencedores da temporada.

“Não tivemos uma temporada bem-sucedida. Em 2016, fizemos o ridículo de dizer que já havíamos alcançado a Mercedes. Logo, depois de um erro estratégico na primeira corrida na Austrália, começamos a viver a queda”, afirmou o executivo.

Marchionne, no entanto, prometeu um crescimento da Ferrari em 2017. Ele afirmou que espera melhores resultados e que pode ser cobrado caso não venham.

“O verdadeiro problema é que nós não melhoramos. A Red Bull, por sua vez, conseguiu evoluir. Eles fizeram um trabalho incrível entre a primeira prova do ano e a metade do campeonato. Agora, espero que em 2017 os resultados apareçam. Caso contrário, vocês podem me cobrar e me criticar por isso”, completou.

O carro da Ferrari para 2017 será apresentado no próximo dia 24 de fevereiro.

Joias Nativas

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here

*