Presidente do Santos diz que Chapecoense não vai arcar com salários de atletas emprestados

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ainda não deu o aval, mas os clubes brasileiros seguem se movimentando em busca de realizarem gestos solidários à Chapecoense e que façam o clube do oeste de SAnta Catariana se reergues o mais rápido possível. Uma das medidas adotadas e que foi exposta por alguns clubes, é o empréstimo gratuito de jogadores para o time catarinense. Modesto Roma Júnior, presidente do Santos, afirmou que a Chapecoense não vai arcar com os custos dos salários.

“Não é uma decisão só do Santos. Inicialmente, foi conversado que todos que participam do movimento vão pagar os salários dos atletas que emprestarem para que a Chapecoense não tenha custos”, disse o dirigente.

Além do Santos, outros clubes haviam se colocado a disposição para aderir ao pacote de medidas que tem como objetivo auxiliar a Chapecoense. Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Portuguesa, Joinville, Coritiba, Cruzeiro, Vasco, Fluminense, Botafogo, Atlético-PR e Tupi publicaram a nota em seus sites ociais.

Deixe uma resposta